Notícias


Tráfego em pista dupla, no km 294 da BR-116, em Guaíba, foi totalmente liberado pelo DNIT

“Graças a essa pronta resposta de nossas equipes em campo, garantimos que o estado não vivesse uma crise de desabastecimento”, concluiu Renan Filho
17/05/2024 Assessoria Especial de Comunicação | Ministério dos Transportes - Foto: Marcio Ferreira/MT

O tráfego em pista dupla, na altura do km 294 da BR-116, em Guaíba, foi totalmente liberado na quinta-feira, dia 16, o que garante mais agilidade e fluidez à passagem de veículos de atendimento emergencial, entre as cidades atingidas pelas chuvas que assolaram o Rio Grande do Sul.

O desbloqueio é uma das ações emergenciais do Ministério dos Transportes, por meio do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), que busca devolver ao povo gaúcho os principais acessos viários destruídos pelas inundações dos últimos dias.

“Já liberamos completamente 28 pontos que estavam interrompidos e temos outros 12 trechos com liberação parcial, onde só é permitido tráfego com escolta, o que permite levar alimentos, água, oxigênio, remédios e combustível para as cidades necessitadas”, destacou o ministro Renan Filho. “Graças a essa pronta resposta de nossas equipes em campo, garantimos que o estado não vivesse uma crise de desabastecimento”, concluiu.

Com a nova liberação, esse trecho da BR-116/RS em Guaíba, que estava funcionando em pista simples, não tem mais nenhum tipo de restrição ao trânsito.

São Leopoldo

Outro ponto que ganhou liberação parcial foi a alça sentido Novo Hamburgo do novo viaduto da Scharlau, também na BR-116/RS, mas em São Leopoldo. O ramal do viaduto passa a compor o caminho assistencial que conecta a região metropolitana do estado às regiões Central, Sul e Serra Gaúcha.

Com isso, o trecho passa a contar com tráfego preferencial de veículos de segurança, socorro e transporte de suprimentos e é solicitado que condutores de veículos leves evitem o local por medida de segurança e para garantir a fluidez e agilidade no atendimento à população afetada.



MAIS NOTÍCIAS