Notícias


7 mil cobertores comprados com recursos de doações via pix do SOS RS chegam ao Estado

Até às 16h30 da terça, dia 14, o total arrecadado estava em R$ 101.314.000
15/05/2024 Ascom Casa Civil | Edição: Secom - Foto: Divulgação

O Estado recebeu, na terça-feira, dia 14 de maio, o primeiro lote de cobertores adquiridos com uma pequena parte das doações via pix da campanha SOS Rio Grande do Sul. Vindos de Mato Grosso do Sul, as 7 mil unidades chegaram ao aeroporto de Santa Maria.


Do fornecedor, no município de Três Lagoas (MS), o carregamento seguiu 320 quilômetros para Campo Grande (MS) por via rodoviária. Na Academia de Bombeiros Militar, a equipe da Defesa Civil descarregou o material, sob comando do coordenador-geral, coronel bombeiro militar Hugo Djan Leite.


Na sequência, a carga seguiu para o aeroporto de Campo Grande, embarcando em um turboélice ATR-72 da Azul, que voou até Santa Maria, a 1,3 mil quilômetros de distância. A logística de todo esse processo contou com o apoio do comandante do 9º Grupamento Logístico da capital sul-mato-grossense, coronel Vinícius Gonçalves Souza.


O comitê gestor do pix SOS Rio Grande do Sul, formado pelo governo do RS e entidades privadas, decidiu, na semana passada, comprar 15 mil cobertores, no valor total de R$ 300 mil. Os 8 mil cobertores restantes devem chegar, nesta quarta (15/5), à Base Aérea de Canoas, de acordo com a disponibilidade de aeronaves da Aeronáutica. A Fundação Marcopolo, integrante do Comitê Gestor, comprou outras 15 mil unidades de cobertores que também estão chegando ao Estado.


O foco da campanha permanece a entrega dos valores diretamente na mão das vítimas de enchentes, para que usem da maneira que mais necessitem. Eventuais novas aquisições diretas de materiais poderão ser analisadas pelo Comitê Gestor e serão disponibilizadas na prestação de contas. Até às 16h30 desta terça, dia 14, o total arrecadado estava em R$ 101.314.000.


Dados para doação

Chave pix: CNPJ 92.958.800/0001-38



Para conferir as últimas notícias, acesse aqui. Siga o site Portal de Camaquã, nas redes sociais:  






MAIS NOTÍCIAS