Notícias


Poder Legislativo Camaquense inaugura Espaço Socioambiental

Local valoriza a fauna e a flora e serve como espaço para aulas de educação ambiental
22/12/2019 Ascom Câmara de Vereadores / Júlio Souza – Foto: Júlio Souza
Anterior Próximo

Na tarde da quinta-feira, dia 19 de dezembro de 2019, foi inaugurado o Espaço Socioambiental, que fica situado na área de mata nativa, no terreno do Legislativo Camaquense, nos fundos dos Prédios da Intendência e do Banco Nacional do Comércio, situados na Rua João de Oliveira, números 147, 157 e 165.

O Presidente da Câmara Municipal, Fabiano Medeiros (PDT), explicou quando surgiu a ideia de criação e como foi a implantação do Espaço Socioambiental. Após foi feita inauguração e a visitação da trilha que fará parte da Rota Turística do Município, bem como de uma placa a qual foi colocada sobre o poço histórico, que faz parte do local inaugurado pela instituição.

No local foram catalogados, pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SMMA), dezenas de plantas e espécies nativas. O local é um espaço público e servirá para visitação por parte da comunidade e para a prática de educação ambiental pelas escolas que demonstrarem interesse.

Preservação e educação ambiental

De acordo com o geólogo, e atual secretário municipal do Meio Ambiente, Luís Carlos Evangelista, "o benefício visível com a abertura do espaço é a valorização dos bosques urbanos e da educação ambiental, pois, se torna um espaço valoroso para ensino de jovens e adultos".

Além disso, para o secretário há uma valorização da história da fauna e da flora do local. Evangelista declarou que a secretaria do Meio Ambiente está à disposição do Poder Legislativo para promover cada vez mais a preservação e a educação ambiental em Camaquã.

Rota turística

O Espaço socioambiental passa a fazer parte da rota turística "A história de Camaquã", organizada e promovida pela Secretaria Municipal do Turismo, Desporto e Cultura do município.

Na rota, que se inicia no Pórtico de acesso ao município, situado no trevo de acesso norte da cidade, também consta a visitação ao Portão Boa Viagem, que era o antigo pórtico de Camaquã na década de 1950, à Praça Zeca Netto, à Prefeitura, à Praça Donário Lopes, à Sinaleira Francesa, ao Centro Histórico - Igreja Matriz, Cinema Coliseu, Câmara Municipal, Forte Zeca Netto e Museu Municipal Divino Alziro Beckel, ao Cemitério São João Batista, e ao lago artificial Prainha, local no qual ocorre, anualmente,  a tradicional Festa Junina e o acendimento da fogueira de São João Batista.

Uso do espaço

A fundamentação legal para uso do espaço no qual está situado o Espaço Socioambiental está na Lei 1051/2007; o nosso Plano Diretor, onde esta área da cidade consta como Zona Mista I, de preservação prioritária em razão do interesse ambiental.

Nesta área devemos, segundo sua Seção III, Art.64: "II - visar à boa qualidade paisagística e ambiental dos bairros, estimular a formação e manutenção de jardins nos lotes, limitando o percentual dos terrenos que pode ser coberto e impermeabilizado”.

Sendo assim, a ideia de instituir um espaço socioambiental atende  o que disciplina o Plano Diretor para a área que é de responsabilidade do Poder Legislativo.

Participaram da solenidade de inauguração do Espaço Socioambiental do Poder Legislativo a secretária municipal da Cultura, Nilza Tessmann, o secretário do Meio Ambiente, Luís Carlos Evangelista, o biólogo, Rafael Sofia, e representantes do SENAC Camaquã e da FUNDASUL.

Além deles, e de demais membros da comunidade,   também participou o historiador Adriano Kath. Ele é o organizador da exposição fotográfica “Em Camaquã, as ilhas do rio Camaquã: Memória e Paisagem”, a qual reúne fotos dos séculos XVIII e XIX. Após o passeio pela trilha do Espaço Socioambiental foi possível visitar a exposição que foi disposta para visitação na parte interna da Câmara Municipal.

MAIS NOTÍCIAS