Notícias


Pandemia trouxe novos desafios para residenciais geriátricos é um dos temas do Fórum Nacional no dia 16 de abril

Coronavírus gerou necessidade de adequação das estruturas e mudanças legislativas para o setor
27/02/2021 Critério Resultado em Opinião Pública – Foto: Divulgação

A pandemia da covid-19 trouxe desafios para todos os setores da sociedade. Para os residenciais geriátricos, o cenário foi bastante complexo, em virtude da população atendida: idosos, muitas vezes com comorbidades, com maiores riscos de agravamento caso contraíssem a doença.

Nas chamadas Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs), o coronavírus gerou necessidades de adequação das estruturas e maior atenção aos pacientes, que tiveram de lidar com a distância de seus familiares.

"Tem sido um período muito desafiador. Todos nós, profissionais desses espaços e residentes, tivemos de mudar rotinas, rever conceitos, mas sempre pensando no bem-estar de cada um", afirma Marcos Cunha, coordenador do Núcleo de Residenciais Geriátricos - Moderna Idade do SINDIHOSPA (Sindicato dos Hospitais e Clínicas de Porto Alegre).

Com papel ativo na proteção dos idosos, esses estabelecimentos agora desempenham importante papel na vacinação contra o coronavírus, iniciada em janeiro. Se a luz no fim do túnel da pandemia começa a surgir, o segmento ainda terá uma série de questões pela frente a debater, todas elas ressaltadas pela covid-19.

Essas discussões estarão no centro do primeiro Fórum Nacional de ILPIs Privadas, que tem como objetivo discutir o papel dos residenciais geriátricos na pandemia e na saúde. O evento, promovido pelo Moderna Idade, é destinado aos empresários, profissionais e interessados no setor, e acontecerá de forma online, no dia 16 de abril. Especialistas nacionais participarão do encontro, debatendo temas como legislação, fiscalização, novos tipos de moradia, marketing para público 60+, rotinas e manejo dos hóspedes.

O presidente do Sindicato, Henri Siegert Chazan, destaca que o Fórum busca contribuir para "melhorar a prestação de serviços e de encontrar soluções conjuntas entre as entidades, ainda mais nesse momento que estamos enfrentando". Ele ressalta o papel que os residenciais tiveram ao longo de toda a pandemia: "em linha com as secretarias municipal e estadual de Saúde, auxiliamos na criação de protocolos para aprimorar o atendimento e reduzir os riscos do vírus alcançar os idosos".


Recentemente, o Moderna Idade indicou a primeira idosa a ser vacinada contra a covid-19 no Rio Grande do Sul, Eloísa Gonçalves Born, de 99 anos, que já recebeu as duas doses da CoronaVac. lém disso, o núcleo apoiou a Prefeitura de Porto Alegre no cadastramento das ILPIs para a vacinação de seus moradores e profissionais.

Durante o fórum, será formalizado um documento com as deliberações do encontro, o qual será enviado aos órgãos competentes na esfera federal. Também está confirmada a participação do secretário nacional de Promoção e Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, Antônio Costa. As inscrições podem ser feitas pelo site https://eventos-sindihospa.com.br/evento/forum-nacional-das-ilpis

MAIS NOTÍCIAS