sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

INFORMATIVO - SOSSELLA SE REÚNE COM MINISTRO DA INFRAESTRUTURA SOBRE CONCESSÃO DE RODOVIAS FEDERAIS

Coordenador da Frente Parlamentar pela Duplicação da BR-386 e ex-presidente da CPI dos Pedágios, o deputado estadual Gilmar Sossella (PDT) se reuniu nesta quinta-feira (10), em Brasília, com o ministro de Infraestrutura Tarcísio Gomes de Freitas.

Em pauta, a assinatura do contrato de concessão da Rodovia Integração do Sul (RIS), formada por quatro rodovias federais do Estado - as BRs 101 (de Osório a Torres), 290 (trecho da Freeway, de Osório a Porto Alegre), 386 (de Canoas a Carazinho) e 448 (Rodovia do Parque, de Porto Alegre a Sapucaia do Sul). A solenidade ocorre nesta sexta-feira (11) no Palácio Piratini, em Porto Alegre.

"Acompanhamos atentamente todo o processo e ressaltamos ao ministro a importância dessa concessão, principalmente porque não queríamos para o Rio Grande do Sul novamente aquele modelo que sitiou cidades, que cobrava em 2013 R$ 7 e não duplicou em 15 anos e meio sequer um metro de rodovia", ressaltou Sossella.

O pacote de estradas, que faz parte do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) do governo federal e soma 473 quilômetros, passará a ser administrado pelo grupo paulista CCR, que venceu a licitação em novembro do ano passado. O valor da tarifa básica de pedágio será de R$ 4,30.

A partir da assinatura, a concessionária terá 30 dias para iniciar as operações no Estado. No início, das sete praças de pedágio previstas no projeto, apenas duas - as que ficam na Freeway – estarão em funcionamento.

O contrato prevê investimento de R$ 13,4 bilhões pela concessionária durante os próximos 30 anos. O valor se divide em R$ 7,8 bilhões para obras, sendo a principal delas a duplicação de todo o trecho concedido da BR-386, e de R$ 5,6 bilhões em manutenção, conservação e monitoramento das rodovias.

Todo o investimento virá da arrecadação das sete praças de pedágio. Cinco delas serão construídas: quatro ao longo da BR-386 (em Victor Graeff, Fontoura Xavier, Paverama e Montenegro) e um na BR-101 (em Três Cachoeiras). As outras duas já existentes ficam na Freeway: em Gravataí e Santo Antônio da Patrulha.

“Foi uma luta em conjunto importante dos nossos Coredes, prefeitos, vereadores e lideranças durante as audiências públicas no Rio Grande do Sul e audiências em Brasília, na ANTT e Ministério dos Transportes, também com participação excepcional do TCU, que fez uma lupa dessa concessão. Tudo isso resultou em um contrato aperfeiçoado com valor mais justo, investimentos e obras ampliados e outras questões importantes para a infraestrutura do Estado", completou Sossella.

LUTA CONSTANTE 

O deputado participou desde o início do processo de concessão das rodovias federais fazendo apontamentos nas audiências públicas ou intermediando audiências em Porto Alegre e Brasília com representantes da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Tribunal de Contas da União (TCU), Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, prefeituras, associações e lideranças. (Assessora de Imprensa – MTE 11607 - Deputado estadual Gilmar Sossella (PDT)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente essa notícia!

DIVULGUE SUA EMPRESA NO CANAL DE NOTÍCIAS MAIS ATUALIZADO DA REGIÃO

Divulgue sua empresa no canal de notícias mais atualizado da região.

Como diz o ditado: “Quem não é visto, não é lembrado”. No Portal de Camaquã, sua empresa será vista por milhares de leitores todo o dia. E o melhor de tudo, é que o investimento cabe direitinho no seu bolso!

Envie agora mesmo um e-mail para camaquaonline@gmail.com.