sexta-feira, 28 de dezembro de 2018

SÃO LOURENÇO DO SUL - PROJETO ‘MÃE ME QUER’ É APROVADO PELO MINISTÉRIO DA SAÚDE

O Ministério da Saúde aprovou na semana passada a criação de uma Unidade de Acolhimento Transitório Adulto em São Lourenço do Sul. O projeto Mãe Me Quer é uma iniciativa pioneira do Município que objetiva atenção a mulheres gestantes dependentes químicas.

Na quinta-feira, dia 20 de dezembro de 2018, a Dra. Simone Araújo, do Ministério da Saúde, visitou São Lourenço para conhecer o projeto e anunciou a aprovação. Ela visitou o Centro de Saúde São João da Reserva, onde a unidade será instalada, acompanhada da secretária de Saúde Arita Bergmann, idealizadora do projeto, o médico psiquiatra Flávio Resmini, o diretor de Saúde Mental do Estado Luiz Coronel e o secretário de Saúde de Rio Grande e presidente do Cosems regional, Maicon Lemos.

O Mãe Me Quer foi idealizado pela secretária Arita Bergmann readequando uma Unidade de Acolhimento Adulto que já estava pactuada com o Ministério da Saúde. O objetivo é dar atenção a gestantes usuárias de álcool e drogas. Para isso, uma área do Centro de Saúde São João da Reserva foi destinada a criação de uma casa de acolhimento, onde a gestante poderá ficar e montar seu quarto à espera do bebê, como se fosse seu próprio quarto. 

“A ideia é que a gestante possa se proteger e principalmente proteger o direito da criança de se desenvolver na vida intrauterina”, explica a secretária, detalhando que a gestante poderá escolher a decoração do quarto conforme seu gosto, tudo para deixá-la à vontade como se estive em casa. “Além de desintoxicar, é preciso mostrar a gestante que ela tem que querer este bebê com muito amor. Ela poderá criar o quarto como de toda gestante para esperar a chegada do bebê”, completa a secretária.

A gestante entrará para este serviço através de um Caps. Se for preciso passará por internação na Santa Casa que conta com atendimento especializado e depois vai para a casa de acolhimento onde, além de ter seu quarto, contará com todo o acompanhamento pré-natal e da equipe de psiquiatria do Centro de Saúde São João da Reserva, além de suporte técnico da equipe do CAPS, parto e período puerperal. 

“O Mãe Me Quer receberá pacientes da região. É um projeto com apoio da região e do estado, uma primeira experiência deste tipo no Brasil e após a implantação, o Ministério da Saúde deverá criar uma portaria nacional de atendimento a gestantes usuárias de drogas com base neste projeto”, comenta a secretária.

Para o funcionamento do Mãe Me Quer, o Ministério da Saúde repassará R$ 70 mil ao Município para a estruturação da casa de acolhimento no Centro de Saúde e montagem dos quartos. Além disso, haverá um repasse mensal de R$ 25 mil para custeio. O funcionamento do Mãe Me Quer deve iniciar em cerca de seis meses.

Ambulatório de Saúde Mental

Durante a visita de Simone Araújo, a secretária Arita Bergmann encaminhou pedido para a criação em São Lourenço do Sul, de um ambulatório de saúde mental com uma equipe multidisciplinar para atender casos psíquicos não crônicos. Atualmente, a rede de saúde mental oferece atendimento a estas pessoas no Caps Nossa Casa, onde são atendidos pacientes crônicos, ou seja, que recebem atenção permanente.

O projeto do ambulatório, que está em análise no Ministério, é para criar um local de atendimento a pessoas com problemas psíquicos momentâneos, como casos de depressão, por exemplo. (Ascom Prefeitura | Foto: Divulgação)


0 comentários:

Postar um comentário

Comente essa notícia!

DIVULGUE SUA EMPRESA NO CANAL DE NOTÍCIAS MAIS ATUALIZADO DA REGIÃO

Divulgue sua empresa no canal de notícias mais atualizado da região.

Como diz o ditado: “Quem não é visto, não é lembrado”. No Portal de Camaquã, sua empresa será vista por milhares de leitores todo o dia. E o melhor de tudo, é que o investimento cabe direitinho no seu bolso!

Envie agora mesmo um e-mail para camaquaonline@gmail.com.