segunda-feira, 24 de dezembro de 2018

INFORMATIVO - ANIMAIS ABANDONADOS PODEM CAUSAR ACIDENTES

Um belo dia ensolarado, passeio com a família na praça central da cidade onde ocorre uma feira de filhotes de cães e gatos. Certamente, a carinha deles é uma das coisas mais encantadoras. Porém, muitas pessoas no impulso de afetividade acabam adotando ou comprando um animal de estimação sem pensar em toda responsabilidade que está envolvida. 

Infelizmente, muitos donos de animais quando se aproximam do período de férias e se programam para viajar acabam rejeitando seus animais de estimação, largando-os próximos à rodovia ou em estradas rurais, deixando-os a própria sorte. 

É justamente nesse período do ano que aumentam os índices de animais abandonados. Pensando não só nos bichos que são soltos, como também nos que sofrem maus tratos, foi criada a campanha nacional: o Dezembro Verde. 

É comum encontrar esses animais circulando no entorno da rodovia em busca de comida ou abrigo, seja num posto de gasolina ou numa propriedade. Nessas circunstâncias os animais atravessam as pistas de um lado para outro. 

São nesses momentos que a maioria dos atropelamentos acontecem e colocam em risco a vida dos bichos e dos motoristas. As estatísticas da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e os monitoramentos de animais atropelados na BR-116/RS evidenciam esses acidentes.

Nos trabalhos realizados pela Gestão Ambiental da BR-116/RS (Guaíba-Pelotas), o Programa de Monitoramento e Controle de Atropelamento de Fauna do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT) já realizou 33 campanhas de monitoramento de animais atropelados. No total foram registrados 667 animais entre exóticos (pombas, lebres e ratos) e domésticos (cães, gatos, cavalos, bovinos e galináceos), sendo que 71% são cães e gatos.

A maior concentração dos animais atropelados foi em zonas urbanas ou próximas a elas. O município de Camaquã apresenta o maior número de registros, seguido por Guaíba, Barra do Ribeiro e Cristal. 

Vale lembrar que qualquer pessoa que for vista realizando maus tratos ou abandonando algum animal doméstico está cometendo um crime e o infrator pode sofrer penalidades previstas na Lei de Crimes Ambientais (Lei Federal nº 9.605/1998).

Além de respeitar a sinalização de trânsito e os limites de velocidade, ter responsabilidade sobre a posse de animais domésticos é fundamental para proteger a vida no entorno das rodovias. (STE | Fotos: Divulgação)


0 comentários:

Postar um comentário

Comente essa notícia!

DIVULGUE SUA EMPRESA NO CANAL DE NOTÍCIAS MAIS ATUALIZADO DA REGIÃO

Divulgue sua empresa no canal de notícias mais atualizado da região.

Como diz o ditado: “Quem não é visto, não é lembrado”. No Portal de Camaquã, sua empresa será vista por milhares de leitores todo o dia. E o melhor de tudo, é que o investimento cabe direitinho no seu bolso!

Envie agora mesmo um e-mail para camaquaonline@gmail.com.