sexta-feira, 16 de novembro de 2018

FUTEBOL - GRÊMIO EMPATA COM O SÃO PAULO E SEGUE NO G4

O Grêmio empatou por 1 a 1 com o São Paulo na noite da quinta-feira, dia 15 de novembro de 2018, no Morumbi e se manteve no G4 do Campeonato Brasileiro faltando quatro rodadas para o término da competição. O time de Renato Portaluppi tem os mesmos 59 pontos dos paulistas, mas leva vantagem no número de vitórias - 16 a 15.

Apesar da permanência no G4, o resultado acabou não sendo tão bom porque o Grêmio saiu na frente com Everton e tinha o jogo sob controle quando Michel marcou contra e empatou a partida. 

O Tricolor Gaúcho volta a campo no próximo domingo, às 19h, quando enfrenta a Chapecoense na Arena. No mesmo horário, os paulistas recebem o Cruzeiro no Morumbi.

O jogo

O técnico Renato Portaluppi escalou o garoto Jean Pyerre no lugar de Cícero para iniciar a partida. Na lateral direita, sem contar com Léo Gomes e Léo Moura, Madson foi o escolhido. 

O Grêmio retornou ao esquema 4-2-3-1 com Jean Pyerre fazendo a função que costuma ser de Luan. No São Paulo, o estreante técnico André Jardine apostou no garoto Helinho e no veterano Nenê como titulares. Os dois foram os jogadores que mais incomodaram o Grêmio no primeiro tempo.

O Grêmio iniciou o jogo conseguindo tocar a bola e até envolver o São Paulo. Isso durou cerca de 10 minutos. Depois, o São Paulo assumiu o protagonismo da partida. Faltou ao time da casa, porém, maior precisão no passe final. A primeira etapa foi de poucas chances de gol.

Com uma série de desfalques, Renato ainda teve de fazer uma mudança por lesão aos 16. O zagueiro Paulo Miranda sentiu dores na coxa e saiu. Sem nenhum zagueiro de origem no banco, o treinador gremista optou pela entrada de Matheus Henrique com Michel passando a jogar na zaga ao lado de Geromel. A dupla se mostrou segura na primeira etapa.

O São Paulo teve o maior volume de jogo e de finalizações no primeiro tempo. A inciativa das jogadas ocorreu sempre com Helinho ou Nenê. Aos 27, Nenê bateu falta para a área e Arbeloa cabeceou para defesa de Paulo Victor. Na sequência, a finalização veio com Tréllez, que recebeu passe de Helinho e bateu fraco para o gol.

Com o Grêmio posicionado em seu campo e apenas se defendendo na maior parte do tempo, o São Paulo conseguiu fazer uma pressão nos minutos finais. Helinho, que deu bastante trabalho para Cortez, sofreu uma falta na entrada da área aos 45. Nenê cobrou, Arboleda desviou e Everton apareceu sozinho no segundo pau. A sorte gremista foi que o atacante pegou mal na bola e chutou por cima do gol de Paulo Victor.

Apenas nos acréscimos que o Grêmio conseguiu criar a primeira chance perigosa na partida. Everton, que estava sumido no jogo, recebeu na entrada da área e chutou de perna esquerda obrigando Jean a fazer uma difícil defesa para manter o 0 a 0 para o intervalo.

As duas equipes voltaram para a etapa final sem mudanças de jogadores. Renato, porém, mexeu no posicionamento do Grêmio. Ramiro passou a atuar por dentro formando um trio de volantes com Matheus Henrique e Maicon, o que deu maior liberdade para Everton e Jean Pyerre no ataque. A mudança se mostrou decisiva logo no começo do segundo tempo.

O São Paulo até iniciou a etapa final pressionando o Grêmio, mas novamente apresentou dificuldade na criação das jogadas. Do outro lado, o Tricolor Gaúcho mostrou efetividade nas jogadas.

Aos 7 minutos, em uma saída rápida de contra-ataque, Jael tocou para Everton, que até tinha a chance de chutar, mas optou pelo cruzamento. A zaga do São Paulo cortou, mas a bola voltou para o Grêmio. Matheus Henrique aproveitou e tocou para Jean Pyerre, que deu uma cavadinha por cima de Jean e só não marcou o gol porque Arboleda apareceu para salvar. O lance foi um aviso do Grêmio do que viria.

No lance seguinte, o Grêmio abriu o placar em uma jogada que teve toda a influência da mudança de Renato. Com Ramiro por dentro, Madson ganhou mais espaço para atacar pelo lado direito. Aos 11, o lateral tocou para Ramiro e apareceu para receber na linha de fundo, onde deu um cruzamento na medida para Everton, que só teve o trabalho de escorar para o fundo das redes, 1 a 0.

Logo depois do gol, o capitão Maicon saiu para a entrada de Cícero. A alteração visava dar um ganho na bola aérea para o Grêmio no momento da partida em que o São Paulo, com dificuldades para criar, insistia nos cruzamentos para a área gremista.

André Jardine fez duas mudanças no São Paulo na tentativa de tornar seu time mais agressivo. Entraram Antony e Shaylon nas vagas de Nenê e Helinho. Renato respondeu fazendo sua última troca com Alisson no lugar de Jean Pyerre.

O São Paulo, que tanto cruzava e não conseguiu finalizar, ganhou um presente. Aos 28, após cruzamento para a área do Grêmio, Paulo Victor saiu para cortar, mas antes dele Michel apareceu e cabeceou contra o gol gremista e empatou a partida, 1 a 1.

Após o empate, o jogo voltou a um ritmo parecido com o do primeiro tempo. O Grêmio se mostrou satisfeito com o resultado e tratou de deixar o tempo passar diante de um São Paulo que não teve forças para atacar com perigo. (Correio do Povo | Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação )

0 comentários:

Postar um comentário

Comente essa notícia!

DIVULGUE SUA EMPRESA NO CANAL DE NOTÍCIAS MAIS ATUALIZADO DA REGIÃO

Divulgue sua empresa no canal de notícias mais atualizado da região.

Como diz o ditado: “Quem não é visto, não é lembrado”. No Portal de Camaquã, sua empresa será vista por milhares de leitores todo o dia. E o melhor de tudo, é que o investimento cabe direitinho no seu bolso!

Envie agora mesmo um e-mail para camaquaonline@gmail.com.