quinta-feira, 1 de novembro de 2018

CAMAQUÃ - CÂMARA APROVA PROJETO DE LEI QUE AUTORIZA PODER EXECUTIVO CONTRATAR CRÉDITO PARA AQUISIÇÃO DE USINA ASFÁLTICA

A Câmara Municipal realizou na manhã desta quinta-feira, dia 1º de novembro de 2018, a 7ª Sessão Extraordinária da atual Legislatura. A atividade teve início às 9h, no Plenário do Poder Legislativo.

Na pauta para discussão e votação, por parte dos vereadores, esteve o Projeto de Lei nº 59/2018, proposto pelo Poder Executivo, e que propõe alterar dispositivos da Lei nº 2.145/2017. A Lei de 2017 se refere à contratação de operação de crédito com a Caixa Econômica Federal, para a aquisição de Usina Asfáltica.

O PL 59 deste ano teve a primeira discussão na Sessão Ordinária realizada na última segunda-feira (29) e nessa quinta-feira foi votado e aprovado com 13 votos favoráveis e um voto contrário.

Votou contrário ao PL o vereador Paulinho Bicicletas (PRB). O coordenador político do Poder Executivo, Adão Miguel Mattos, acompanhou os trabalhos no Plenário do Legislativo.

O Projeto de Lei será enviado nesta quinta-feira (1º) para o Poder Executivo. A partir daí, o prefeito municipal tem 15 dias úteis para sancionar e fazer a promulgação da nova Lei. 

Próximos passos

Após a aprovação, realizada nesta quinta-feira, o Projeto de Lei nº 59/2018 passará a se tornar Lei e, com isso, serão alterados  dispositivos da Lei nº 2.145/2017. O PL propunha a vinculação dos recursos do repasse do Fundo de Participação dos Municípios - FPM, bem como autorizar o Poder Executivo a pagar juros para o banco que realizará empréstimo para o Município. 

Conforme o Poder Executivo, a partir de agora, "será efetivada a contratação de operação de crédito com a Caixa Econômica Federal, para aquisição de Usina Asfáltica, máquinas e veículos rodoviários". 

Valores pactuados

Segundo consta no Projeto de Lei nº 59/2018  "o valor a ser pactuado será de até R$ 4.990.900,64, sendo a contrapartida do Município de até R$ 660.677,36, totalizando o valor de até R$ 5.651.578,00". 

Consta no PL ainda que, "o prazo de carência será de 24 meses, durante o qual são devidos juros remuneratórios, sendo o prazo de amortização do financiamento a ser pactuado de 72 meses, tendo como taxa de juros de até 175% de CDI ao ano".  (Ascom Câmara de Vereadores – Júlio Souza – Mtb-16935 – Foto: Júlio Souza)


0 comentários:

Postar um comentário

Comente essa notícia!

DIVULGUE SUA EMPRESA NO CANAL DE NOTÍCIAS MAIS ATUALIZADO DA REGIÃO

Divulgue sua empresa no canal de notícias mais atualizado da região.

Como diz o ditado: “Quem não é visto, não é lembrado”. No Portal de Camaquã, sua empresa será vista por milhares de leitores todo o dia. E o melhor de tudo, é que o investimento cabe direitinho no seu bolso!

Envie agora mesmo um e-mail para camaquaonline@gmail.com.