terça-feira, 16 de outubro de 2018

INFORMATIVO - HORÁRIO DE VERÃO VAI COMEÇAR NO DIA 4 DE NOVEMBRO

O presidente Michel Temer recuou e decidiu manter o início do horário de verão para o dia 4 de novembro, quando os relógios serão adiantados em uma hora em grande parte do País. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do Palácio do Planalto no fim noite desta segunda-feira, 15. A justificativa da decisão, no entanto, não foi apresentada.

No início do mês, o governo anunciou que adiaria o horário de verão para o dia 18 de novembro, a fim de atender a um pedido do Ministério da Educação, que temia problemas para a realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que acontece nos dois primeiros domingos de novembro - 4 e 11.

O MEC argumentou que candidatos podem perder o exame com a alteração do horário no mesmo dia da mudança dos relógios. Outra dificuldade seria a logística necessária para a aplicação da prova no Norte do País, onde alguns municípios ficariam com até três horas de atraso em relação ao horário de Brasília - que define início e término do exame. 

Depois disso, o governo passou a ser pressionado a retomar a data original, principalmente pela Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), que representa as maiores empresas áreas do Brasil. A entidade argumentou que a mudança poderia afetar cerca de 42 mil voos. 

"Essa mudança trará sérias consequências para o planejamento da operação aérea e, consequentemente, para os consumidores com volume expressivo de passageiros podendo perder voos, pois os bilhetes foram adquiridos com antecedência", disse. 

"A Abear reafirma que a antecedência na definição do período do horário de verão é fundamental para garantir o pleno funcionamento do setor, seja em voos domésticos (onde há diferentes fusos horários), seja em voos internacionais (conectividade com mais de 50 países)." 

Um eventual adiamento para o dia 18 representaria a segunda mudança. A primeira foi por causa do segundo turno das eleições, que ocorre no dia 28 de outubro. Até o início da noite, não havia mais informações sobre como a nova mudança afetaria o futuro Enem.

Com o recuo de uma hora nos relógios mantido para 16 de fevereiro, o horário de verão 2018-2019 terá 105 dias de duração, 21 a menos do que em 2017-2018. No ano passado, o governo Michel Temer chegou a cogitar acabar com a mudança, que atinge sobretudo o Sudeste. (Por: Estadão Conteúdo | Foto: Agência Brasil)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente essa notícia!

DIVULGUE SUA EMPRESA NO CANAL DE NOTÍCIAS MAIS ATUALIZADO DA REGIÃO

Divulgue sua empresa no canal de notícias mais atualizado da região.

Como diz o ditado: “Quem não é visto, não é lembrado”. No Portal de Camaquã, sua empresa será vista por milhares de leitores todo o dia. E o melhor de tudo, é que o investimento cabe direitinho no seu bolso!

Envie agora mesmo um e-mail para camaquaonline@gmail.com.