sexta-feira, 19 de outubro de 2018

FUTEBOL - META DO INTER É VENCER TODAS AS PARTIDAS EM CASA E DUAS FORA

A estratégia de olhar um jogo de cada vez se mantém, mas dentro do vestiário colorado, o futuro já é projetado. 

Analisando a tabela de jogos do Inter e dos seus principais concorrentes ao título, principalmente do Palmeiras, e a posição de cada um na tabela de classificação, chegou-se a uma dura conclusão: para sonhar com o título, o time de Odair Hellmann terá que vencer todos os jogos em casa e mais pelo menos dois fora. 

Além disso, provavelmente não poderá mais sofrer derrotas. Faltam nove partidas, sendo cinco no Beira-Rio e quatro fora de casa.

A matemática é cruel com o Inter, mas o Palmeiras é mais. O time de Luiz Felipe Scolari praticamente não perde. Sua mais recente derrota foi em julho, há quase três meses, para o Fluminense. 

“Não adianta a gente ficar preocupado com o que os adversários estão fazendo. Temos que focar nos nossos jogos. Não podemos mais deixar escapar pontos, principalmente no Beira-Rio”, enfatiza o vice de futebol, Roberto Melo.

Os dirigentes estão fazendo a parte que lhes cabe. Neste momento, estão paralisadas todas as negociações envolvendo jogadores do atual elenco. Questões como renovações de contrato, contratações ou vendas de jogadores só serão tratadas ao final do Brasileirão. “Temos pouco menos de dois meses de Campeonato Brasileiro. Agora, a concentração é total nesses nove jogos”, confirma o vice de futebol.

O maior afetado é Leandro Damião, praticamente o único titular cujo contrato se encerra no final da temporada. Se quiser mantê-lo para 2019, quando muito provavelmente o Inter disputará a Libertadores da América, terá de fazer um novo contrato com o centroavante.

A indefinição, porém, não parece atrapalhar Damião. “Não adianta eu pensar em renovação se não estiver jogando bem dentro do campo. Sou um cara que procura dar o máximo no campo para conseguir as coisas fora dele. Estou focado e procurando ajudar o Inter. Isso é mais importante”, disse ele.

Damião disse que precisou ser medicado para suportar as dores e entrar em campo contra o São Paulo. O “sacrifício” deu certo. Ele marcou dois gols e sofreu o pênalti que deu origem ao terceiro da vitória de virada por 3 a 1 que recolocou o Inter na disputa pelo título brasileiro. 

Contra o Santos, na próxima segunda-feira, Damião reviverá a parceria com Nico López e D’Alessandro, que tão certo deu contra o São Paulo. “Eu tomei injeção para ir para o jogo. Estava com dores, mas é hora do sacrifício. São nove decisões que temos pela frente”, finalizou. (Fabrício Falkowski | Foto: Ricardo Duarte / Internacional / CP)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente essa notícia!

DIVULGUE SUA EMPRESA NO CANAL DE NOTÍCIAS MAIS ATUALIZADO DA REGIÃO

Divulgue sua empresa no canal de notícias mais atualizado da região.

Como diz o ditado: “Quem não é visto, não é lembrado”. No Portal de Camaquã, sua empresa será vista por milhares de leitores todo o dia. E o melhor de tudo, é que o investimento cabe direitinho no seu bolso!

Envie agora mesmo um e-mail para camaquaonline@gmail.com.