quarta-feira, 17 de outubro de 2018

FUTEBOL - EM 21 DIAS, GRÊMIO SOFREU UM TERÇO DOS GOLS DE TODO O CAMPEONATO BRASILEIRO

Um dos setores de destaques do Grêmio nos últimos anos, o sistema defensivo oscilou fora do normal nos últimos 21 dias. No período, o Tricolor sofreu seis gols, ou seja, um terço de todos os tentos levados durante o Campeonato Brasileiro.

O recorte temporal alerta para uma dificuldade que precisa ser solucionada rapidamente para evitar problemas maiores nas partidas decisivas das próximas semanas. 

O técnico Renato Portaluppi ressalta que, mesmo assim, o seu time continua com a melhor defesa da competição, ao lado do Palmeiras, com 18 gols sofridos, e demonstra confiança nos seus comandados em momentos decisivos.

“Não temos uma defesa imbatível, vamos sofrer gols. Preocupa? Nunca preocupa porque sei das qualidades dos meus defensores, mas trabalhamos para não tomar, até porque teremos uma semifinal de Libertadores, com gol qualificado. Além disso, precisamos assegurar a vaga direta para o próximo ano. Mas, no pacote todo, seguimos com a defesa menos vazada”, declarou o técnico.

Defesa vaza, mas os resultados são bons

Vale lembrar que, mesmo com os gols sofridos, o Grêmio obteve sete dos 12 pontos disputados no período, o que garantiu posição entre os primeiros do Brasileirão. Nas três partidas em que sofreu gols, duas delas os zagueiros titulares, Geromel e Kannemann, estavam em campo. 

Na vitória por 3 a 2 sobre o Ceará, os dois atuaram ao lado de Léo Moura e Cortez. No 2 a 2 com o Bahia, na Arena, a dupla teve como companheiros os alas Léo Gomes e Juninho Capixaba.

Na derrota para o Palmeiras, por 2 a 0, Marcelo Oliveira atuou na vaga de Capixaba e Bressan na de Kannemann, já que este serve a seleção da Argentina. Em todos os jogos, Maicon e Cícero fizeram as primeiras funções do meio de campo. Marcelo Grohe atuou contra os cearenses e baianos, já Paulo Victor contra os cariocas e os paulistas.

No único jogo sem sofrer gols no período, vitória contra o Fluminense, no Rio, por 1 a 0, a defesa teve Léo Gomes, Paulo Miranda, Bressan e Marcelo Oliveira, com Maicon e o jovem Kaio nas primeiras funções do meio. Apesar da confiança nos jogadores, Renato Portaluppi está atento aos momentos em que a equipe sofre os gols.

Nos três jogos onde foi vazado, o Grêmio sofreu um gol até os 13 minutos do primeiro tempo. Na vitória contra o Ceará, Luiz Otávio abriu o placar aos 13. Na Arena, contra o Bahia, Élber marcou o primeiro aos três e, diante do Palmeiras, Deyverson fez aos sete da etapa inicial.

“Tenho conversado bastante com o grupo sobre isso, principalmente, os gols que sofremos no começo das partidas. Se sofremos um, damos moral para o adversário e precisamos fazer dois, sem levar mais nenhum. Daí complica. Sofremos no início e isso tem dificultado”, ressaltou o treinador.

O próximo compromisso é contra o América-MG, no estádio Independência, às 16h, de sábado. Após 29 rodadas, o Tricolor é o quinto com 51 pontos, oito a menos que o líder Palmeiras e a um do São Paulo, quarto colocado. (Correio do Povo | Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente essa notícia!

DIVULGUE SUA EMPRESA NO CANAL DE NOTÍCIAS MAIS ATUALIZADO DA REGIÃO

Divulgue sua empresa no canal de notícias mais atualizado da região.

Como diz o ditado: “Quem não é visto, não é lembrado”. No Portal de Camaquã, sua empresa será vista por milhares de leitores todo o dia. E o melhor de tudo, é que o investimento cabe direitinho no seu bolso!

Envie agora mesmo um e-mail para camaquaonline@gmail.com.