sábado, 28 de julho de 2018

CAMAQUÃ - AUDIÊNCIA PÚBLICA ABORDA CONDIÇÕES DAS ESTRADAS, PONTES, PONTILHÕES, TRAVESSÕES E ILUMINAÇÃO PÚBLICA NO MUNICÍPIO

Pedidos por melhorias nas estradas do interior foram anotados e devem ser atendidos nas próximas semanas, conforme secretário Especial de Governo de Camaquã

Na sexta-feira, dia 27 de julho de 2018, ocorreu Audiência Pública, no Plenário do Poder Legislativo, realizada pela Comissão de Agricultura, Indústria e Comércio, Obras, Infraestrutura e Serviços Públicos da Câmara Municipal de Camaquã e solicitada pelo vereador Ilson Meireles (PP). 

A atividade, aberta para todos os interessados em participar, teve o objetivo de promover o diálogo entre os Poderes Legislativo e Executivo, bem como oportunizar o espaço para a discussão sobre as condições das estradas, pontes, pontilhões, travessões e iluminação pública no Município.

Temas questionados

Após os pronunciamentos dos vereadores, do secretário de Infraestrutura e Transportes de Camaquã, Rafael de Moura, e do secretário adjunto da pasta, Luís Eduardo de Araújo Nunes, a Audiência abriu espaço para o público, que compareceu, se manifestar sobre os assuntos referentes ao tema do evento. 

Foram realizadas perguntas para o secretário municipal sobre cascalhamento e roçada de estradas, conserto de pontes que estão danificadas no interior, iluminação pública e término de obras nas ruas do perímetro urbano. 

Respostas do secretário

A partir das perguntas e dos temas apresentados, o secretário de Infraestrutura e Transportes, Rafael de Moura, passou a responder as questões. Ele afirmou que os problemas de infraestrutura no Município são crônicos. Moura disse que “é fundamental que um município do tamanho de Camaquã, que tem cerca de 3 mil quilômetros de estradas no interior, tenha uma cascalheira”.  

Conforme o secretário, “os vereadores enviaram, nos primeiros seis meses de 2017, muitos pedidos de cascalhamento para o Poder Executivo, porém, não havia cascalho disponível no período”.

Segundo Moura, os problemas estão sendo resolvidos aos poucos, e, para melhorar o atendimento “uma cascalheira foi licenciada no primeiro ano de governo e, após um ano e meio de governo, a segunda cascalheira foi licenciada”, diz. 

Para o secretário, “o material dessas jazidas de cascalho vão permitir que o material esteja disponível em maior volume daqui para a frente e, além disso, uma terceira cascalheira está sendo licenciada na região da Capelinha, para atender essa região”,  informa.

Verba Insuficiente

Conforme Moura, “para executar os trabalhos é necessário que haja material disponível e orçamento suficiente. A comunidade, inclusive, tem colaborado doando material para executar a arrumação de inúmeras pontes”, desabafa. 

Dados apontados pelo secretário de Infraestrutura e Transportes apontam que dos R$ 13 milhões de orçamento, R$ 7 milhões da verba do setor são destinados para a folha de pagamento, outros R$ 4 milhões vão para pagamento da coleta de lixo, R$ 500 mil são repassados para a compra de óleo diesel e o valor restante é insuficiente para a execução dos demais serviços da área. 

Moura declarou que, “a abertura de jazidas para extração de material, a reforma de equipamentos, o pagamento e a valorização dos profissionais são atividades práticas do Executivo”. 

Em relação às roçadas,  para ele, “o município também tem carência de roçadeiras. Mas, o trabalho tem sido feito, da melhor maneira possível, com os recursos que estão disponíveis”, diz.

Iluminação pública

O secretário afirmou que, “a verba para a iluminação pública em 2016 foi de R$ 50 mil, já em 2017 o valor foi dobrado, por meio de realocação de recursos, e o valor para o ano de 2018 é de R$ 150 mil. O trabalho para a implantação de iluminação de LED no município, de maneira consorciada, vem sendo desenvolvido”. 

Porém, segundo ele, “os trabalhos devem se desenvolver por, no mínimo, dois anos até que o projeto seja implantado e, até lá, as atividades em iluminação pública devem ser paliativas”, informa. 

Para finalizar, o secretário propôs uma união de esforços entre o Legislativo e o Executivo para que os anseios da população sejam atendidos de maneira mais rápida e abrangente. 

As solicitações feitas na Audiência Pública foram anotadas e devem ser atendidas nas próximas semanas, conforme o secretário Especial de Governo, Gilberto Wiatrowski.

A Comissão

A Comissão de Agricultura, Indústria e Comércio, Obras, Infraestrutura e Serviços Públicos da Câmara Municipal de Camaquã tem como presidente o vereador Mano Martins (MDB), como vice-presidente o vereador Mazinho (PSDB), e como secretário o vereador Marco Longaray (PT).

Além dos vereadores membros da Comissão, e dos assessores de bancada e parlamentares, participaram da Audiência Pública o vereador e presidente da Câmara Municipal, Claiton Silva (PDT), e os vereadores Ronaldinho Renocar (PP), Mazinho (PSDB), Marcelinho (PSB),  Vinícius Araújo (MDB), Mozart Pielechowski (PSDB), Ilson Meireles (PP), Paulinho Bicicletas (PRB), Ivana de Paula (PSD), Luciano Delfini (PTB), Fabiano Medeiros (PDT), e ainda,  o vice-prefeito, Jair Martins, o coordenador político do Poder Executivo, Adão Miguel Mattos, e os secretários municipais Mário Garcia, secretário da Cultura, Abner Dillmann, secretário da Agricultura, Jane Leite, secretária da Fazenda, Luciano Pereira Dias, secretário da Saúde e Gilberto Wiatrowski, secretário Especial de Governo.    (Ascom Câmara de Vereadores – Júlio Souza – Mtb-16935 – Fotos: Júlio Souza)





0 comentários:

Postar um comentário

Comente essa notícia!

DIVULGUE SUA EMPRESA NO CANAL DE NOTÍCIAS MAIS ATUALIZADO DA REGIÃO

Divulgue sua empresa no canal de notícias mais atualizado da região.

Como diz o ditado: “Quem não é visto, não é lembrado”. No Portal de Camaquã, sua empresa será vista por milhares de leitores todo o dia. E o melhor de tudo, é que o investimento cabe direitinho no seu bolso!

Envie agora mesmo um e-mail para camaquaonline@gmail.com.