quarta-feira, 27 de junho de 2018

BARRA DO RIBEIRO - NUNCA ABERTO, PRÉDIO DO HOSPITAL SERÁ DESTINADO PARA OUTROS SERVIÇOS DE SAÚDE

Um hospital pronto e equipado, o único na cidade de Barra do Ribeiro, a cerca de 50 quilômetros de Porto Alegre, nunca foi usado. Sem dinheiro para manter o funcionamento da instituição, a prefeitura vai usar o prédio para outros serviços de saúde.

Hoje, funciona no local um pronto atendimento 24 horas. Em breve, devem ser abertos dois Centros de Atenção Psicossocial (CAPS).

"Os nossos projetos já foram encaminhados, o estado já deu a sua aprovação e estamos aguardando o Ministério da Saúde dar a aprovação da sua parte", afirma a secretária da Saúde, Leonice de Souza.

A estrutura nova deve custar R$ 250 mil por mês, pagos com verbas dos governos federal e estadual.

Mas enquanto isso, a maior parte da estrutura está se deteriorando, pela falta de uso. As portas estão danificadas, o reboco está soltando e alguns aparelhos nunca saíram das caixas. Esse material será doado para hospitais da região.

O Hospital de Barra do Ribeiro começou a ser construído em 1986, mas só ficou pronto no ano 2000. Até hoje, nenhum morador da cidade foi atendido no local. Quem precisa de procedimentos mais complexos precisa ir a Porto Alegre.

"Aquilo ali faz muita falta pro pessoal. Não tem atendimento nenhum ali", diz o aposentado Paulo da Silva. "É muito difícil, porque quando é caso de emergência alguma coisa vai pra Guaíba, que já não tem muito recurso, e o que resta é Porto Alegre", desabafa a técnica em enfermagem Julia Oliveira.

Os 50 leitos com atendimento 100% via Sistema Único de Saúde (SUS) seriam suficientes pra atender 400 mil habitantes de 19 municípios da região.

O dinheiro usado na obra era da prefeitura municipal, governo federal e até dos próprios moradores. A estimativa é que tenham sido gastos mais de R$ 6 milhões na construção.

A prefeitura alega que não tem dinheiro para arcar com a manutenção e, por isso, acabou desistindo oficialmente de abrir o hospital.

"Hoje o município gastaria em torno de R$ 2,5, R$ 3 milhões para manter esse hospital. Seria a arrecadação total do município. Então vamos ser francos, não tem como. Ou fecha a Barra [do Ribeiro] toda e abre o hospital ou dou um destino para isso", diz o prefeito Jair Machado (PMDB).

Além da falta de dinheiro, o hospital nunca teve autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para funcionar. Uma nova resolução alterou as normas arquitetônicas para hospitais e a estrutura ficou defasada. (Por RBS TV | Foto: Divulgação)


0 comentários:

Postar um comentário

Comente essa notícia!

DIVULGUE SUA EMPRESA NO CANAL DE NOTÍCIAS MAIS ATUALIZADO DA REGIÃO

Divulgue sua empresa no canal de notícias mais atualizado da região.

Como diz o ditado: “Quem não é visto, não é lembrado”. No Portal de Camaquã, sua empresa será vista por milhares de leitores todo o dia. E o melhor de tudo, é que o investimento cabe direitinho no seu bolso!

Envie agora mesmo um e-mail para camaquaonline@gmail.com.