terça-feira, 29 de maio de 2018

INFORMATIVO - FETAG DIZ QUE NÃO APOIA MAIS A PARALISAÇÃO DOS CAMINHONEIROS

A Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Rio Grande do Sul (FETAG), emitiu uma nota nesta terça-feira, dia 29 de maio de 2018, dizendo que não mais apoia a paralisação dos caminhoneiros, pedindo que os agricultores retirem máquinas agrícolas que estão reforçando as manifestações. 

A justificativa é de que a redução do diesel foi atendida, além dos prejuízos que a paralisação está causando ao setor primário.

O Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Camaquã, no entanto, mantém o apoio e a presença na paralisação. O vice-presidente da entidade camaquense, Edmundo Peter, explica que apenas as faixas da Fetag que estavam no local foram retiradas. “Continuamos lá com nossas faixas, nossa presença, nossos agricultores e máquinas. Estamos juntos até o fim, 100% juntos até o fim. Até o governo apresentar uma proposta satisfatória para os caminhoneiros e os agricultores”, garantiu Peter.

Confira a nota da Fetag

A Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Rio Grande do Sul (FETAG), desde o início da mobilização dos caminhoneiros manifestou apoio à pauta, por entender que essa era a mesma dos agricultores. O êxito obtido na reivindicação do diesel, por exemplo, atende a reivindicação da agricultura familiar.

No entanto, decorridos nove dias de paralisações, constatamos que a greve tomou um rumo que traz a perda de controle das mobilizações, passando a ter um foco político-ideológico. Mais de 100 mil famílias, que produzem leite, suíno, frango e hortifrutigranjeiros estão perdendo toda a produção.

Diante deste contexto, a FETAG-RS não pode mais concordar com uma manifestação que traz prejuízos desta magnitude para os agricultores. Assim, a ORIENTAÇÃO da FETAG-RS, neste momento, é que haja serenidade e que os Sindicatos dos Trabalhadores Rurais retirem o apoio das mobilizações.

A FETAG-RS conclama ao comando das mobilizações para desobstruir a passagem de caminhões com produtos dos agricultores, além de insumos e rações para que a indústria possa retomar a produção.

A FETAG-RS entende que não pode colocar produtor contra produtor e o prejuízo para a agricultura familiar está muito grande e sem precedentes.

Então, a partir de agora, a FETAG-RS orienta para a retirada de apoio à greve  dos caminhoneiros, enquanto não for normalizada a passagem da produção dos agricultores.

Os agricultores não podem pagar a conta da incompetência dos nossos governos e de uma mobilização sem controle. (Foto: Gazeta Regional)


0 comentários:

Postar um comentário

Comente essa notícia!

DIVULGUE SUA EMPRESA NO CANAL DE NOTÍCIAS MAIS ATUALIZADO DA REGIÃO

Divulgue sua empresa no canal de notícias mais atualizado da região.

Como diz o ditado: “Quem não é visto, não é lembrado”. No Portal de Camaquã, sua empresa será vista por milhares de leitores todo o dia. E o melhor de tudo, é que você o investimento cabe direitinho no seu bolso.

Envie agora mesmo um e-mail para camaquaonline@gmail.com.