sábado, 14 de abril de 2018

GUAÍBA - FORÇA-TAREFA DA SEGURANÇA ALIMENTAR INTERDITA MERCADO E INUTILIZA MAIS DE 10 TONELADAS DE ALIMENTOS

A Força-Tarefa do Programa Segurança Alimentar realizou na terça-feira, dia 10 de abril de 2018, uma das maiores apreensões de alimentos irregulares em um só local, desde o início das atividades do grupo, no ano de 2015. 

Foram recolhidas e inutilizadas em torno de 10,5 toneladas de alimentos no supermercado Paulinho, no município de Guaíba. O casal de proprietários foi preso em flagrante e o local interditado.

Além do alvará sanitário do mercado estar vencido, no local, foram encontrados alimentos fora da temperatura adequada e sem procedência, embalagens estragadas, roídas por animais, rasgadas. 

Muitos produtos fora do prazo de validade também foram identificados pelos agentes da FT, alguns vencidos há mais de cinco anos e em decomposição. Havia também alimentos podres, com moscas, baratas e ratos (vivos e mortos) e diversos problemas de infraestrutura e falta de higiene.

Na padaria, foram encontrados chocolate, leite condensado, farinha, leite e outros produtos vencidos e ovos quebrados que eram utilizados como matéria-prima de doces e tortas vendidas no local. Além de produtos vencidos e mofados no balcão para comercialização.

Conforme a Promotora de Justiça Especializada de Guaíba, Ana Luiza Domingues de Souza Leal, que participou da ação, o Ministério Público buscará a responsabilidade civil e criminal dos envolvidos. 

“O MP tem como compromisso reprimir as infrações de consumo”, reforça ela. A promotora convida a população de Guaíba a denunciar qualquer fato que viole ou exponha a risco o direito do cidadão enquanto consumidor. Ana Luiza lembra, por fim, que a Promotoria de Justiça estará sempre de portas abertas para receber as demandas da população.

A fiscalização em Guaíba aconteceu apenas em um estabelecimento devido à quantidade de problemas encontrados.

Também participaram da operação o coordenador do Grupo de Atuação especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO – Segurança Alimentar), Alcindo Luz Bastos da Silva Filho, e representantes da Delegacia do Consumidor da Polícia Civil, Vigilância Sanitária de Guaíba, Secretarias Estaduais de Agricultura e da Saúde e Procon. (Ascom Ministério Público)








0 comentários:

Postar um comentário

Comente essa notícia!

DIVULGUE SUA EMPRESA NO CANAL DE NOTÍCIAS MAIS ATUALIZADO DA REGIÃO

Divulgue sua empresa no canal de notícias mais atualizado da região.

Como diz o ditado: “Quem não é visto, não é lembrado”. No Portal de Camaquã, sua empresa será vista por milhares de leitores todo o dia. E o melhor de tudo, é que você o investimento cabe direitinho no seu bolso.

Ligue agora mesmo para o fone (51) 9.9655.0036 - whats (51) 9.8112.1310 ou envie um e-mail para camaquaonline@gmail.com.