domingo, 11 de fevereiro de 2018

RIO GRANDE – TRIBUNAL DE JUSTIÇA DETERMINA INDISPONIBILIDADE DE BENS DE EX-ADMINISTRADOR DA SANTA CASA

Em decisão proferida em regime de plantão do Tribunal de Justiça, o desembargador Ricardo Pippi Schimidt deferiu pedido do Ministério Público para determinar a indisponibilidade de bens e ativos pertencentes ao ex-administrador da Santa Casa de Rio Grande, Rodolfo Gehlen de Brito.

Conforme a decisão, a indisponibilidade deverá alcançar o montante de R$ 112 mil, mediante bloqueio de ativos financeiros via Bacenjud, de veículos via Renavamjud e indisponibilidade sobre bens imóveis.

A decisão foi deferida nos autos de um agravo de instrumento interposto pela Promotoria de Justiça Especializada de Rio Grande.

Conforme o Ministério Público, Rodolfo Gehlen de Brito foi o responsável por atos de improbidade administrativa. Em inquérito civil, foi constatado um esquema de desvio de dinheiro para o ex-administrador da Santa Casa que, na época, já estava afastado da entidade por decisão judicial. Rodolfo utilizava uma terceira pessoa (laranja) que recebia quantias, à titulo de viagens, mas que eram repassadas para ele. O ex-administrador também foi acusado por outros desvios.

Em decisão de 1º Grau, ocorreu um indeferimento ao pedido do MP. Com a decisão do TJ, a sentença inicial foi revertida. Atuou no processo o promotor de Justiça José Alexandre Zachia Alan. (Ascom Ministério Público)


0 comentários:

Postar um comentário

Comente essa notícia!

DIVULGUE SUA EMPRESA NO CANAL DE NOTÍCIAS MAIS ATUALIZADO DA REGIÃO

Divulgue sua empresa no canal de notícias mais atualizado da região.

Como diz o ditado: “Quem não é visto, não é lembrado”. No Portal de Camaquã, sua empresa será vista por milhares de leitores todo o dia. E o melhor de tudo, é que o investimento cabe direitinho no seu bolso!

Envie agora mesmo um e-mail para camaquaonline@gmail.com.