sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

DOM FELICIANO - COORDENADOR DA DEFESA CIVIL NA ZONA SUL DO ESTADO ORIENTA NO PROCESSO DE HOMOLOGAÇÃO DE SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA

O coordenador da Defesa Civil na zona sul do Estado, tenente Charles Silveira, acompanhado do coordenador adjunto, sargento João Domingues, esteve em Dom Feliciano, na quarta-feira, dia 21 de fevereiro de 2018, para orientar o processo de homologação da Situação de Emergência, junto aos governos do Estado e Federal. 

Conforme divulgou Silveira, a última estiagem que havia atingido a região foi em 2015. “Apesar de alguns moradores já estarem acostumados a esta situação, muitos acabam sendo pegos de surpresa”, considerou. Os índices pluviométricos em Dom Feliciano, por exemplo, nos meses de novembro/2017 a janeiro/2018, foram inferiores às médias dos últimos anos (140 mm), registrando, 80 mm, 64 mm, e 51 mm.

Segundo o tenente, dos 27 municípios da região sul, 12 já decretaram situação de emergência, e outros oito estão analisando e devem decretar também, como é o caso do município. 

Dados, coletados em conjunto com entidades locais, envolvidas na produção, estimam que os prejuízos econômicos, estão em torno de R$ 70 milhões. O município está entre os 21, contabilizados pela Defesa Civil do Rio Grande do Sul, com racionamento de água devido aos efeitos da estiagem, que atinge principalmente a zona sul do Estado.

O Prefeito Clenio Boeira decretou, em nove de fevereiro, Situação de Emergência com recomendação da Coordenadoria Municipal da Proteção e Defesa Civil. 

A administração municipal compôs uma “força-tarefa”, de forma que os serviços, prestados pela Prefeitura foquem nas dificuldades que os agricultores e agricultoras estão enfrentando com abastecimento de água para consumo humano e criação de animais.

Cerca de 30% da população do município vive em situação de vulnerabilidade social e tem havido, conforme informação da Secretaria de Cidadania, Ação e Desenvolvimento Social, grande aumento na demanda por ajuda na busca de soluções para falta de água em residências da zona rural, além do que o maquinário da Prefeitura não tem dado conta da demanda de urgências para o abastecimento de água. (Ascom Prefeitura)


0 comentários:

Postar um comentário

Comente essa notícia!

DIVULGUE SUA EMPRESA NO CANAL DE NOTÍCIAS MAIS ATUALIZADO DA REGIÃO

Divulgue sua empresa no canal de notícias mais atualizado da região.

Como diz o ditado: “Quem não é visto, não é lembrado”. No Portal de Camaquã, sua empresa será vista por milhares de leitores todo o dia. E o melhor de tudo, é que você o investimento cabe direitinho no seu bolso.

Envie agora mesmo um e-mail para camaquaonline@gmail.com.