quarta-feira, 18 de outubro de 2017

RS - DEPUTADOS E SENADORES DEFINEM DUPLICAÇÃO DA BR-116 COMO PRIORIDADE NO ORÇAMENTO DA UNIÃO PARA 2018

Os 31 deputados e os três senadores do Rio Grande do Sul começaram a discussão sobre as obras que serão prioridades para o estado no orçamento da União em 2018 na tarde da terça-feira, dia 17 de outubro.

Uma delas já foi definida: a duplicação da BR-116, no trecho entre os municípios de Guaíba e Pelotas, que terá R$ 80 milhões disponíveis para a continuidade das obras.

Com essa definição, os parlamentares cumpriram uma promessa feita aos moradores da Região Sul do estado no meio deste ano, quando se comprometeram a eleger a obra como uma das prioridades para o ano que vem.

Ainda resta, no entanto, uma prioridade para ser colocada entre as duas emendas impositivas de bancada, que obrigam o governo federal a pagar as prioridades escolhidas por deputados e senadores.

Para pressionar os parlamentares, um grupo de empresários e líderes políticos gaúchos esteve em Brasília. Eles alegavam que a BR-116 é a principal ligação entre a Região Metropolitana de Porto Alegre e o Sul do estado, uma rota importante para a economia e usada por milhares de condutores diariamente.

As obras começaram em 2012, mas não foram concluídas até agora, o que causa dúvidas e indignação em motoristas. "Essa estrada já era para estar pronta há muito tempo. É uma vergonha isso aí. Mas já que não há verba mais, o que nós vamos fazer? Vamos ter que esperar", lamenta o caminhoneiro Rui Gilberto Maass.

A estrada que foi divida em nove lotes está com apenas cinco em funcionamento. São os lotes quatro, cinco, seis, sete e nove.

Há três semanas, o viaduto que dá acesso ao município de Turuçu, no Sul do estado, foi o primeiro trecho da duplicação da BR-116 a ser liberado. Porém, logo em seguida, a empresa suspendeu atividades.

Segundo o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), a paralisação dessas obras já estava prevista e a retomada depende da liberação de recursos do próximo ano.

Ainda de acordo com o órgão, os lotes um e dois estão suspensos porque a empresa não conseguiu manter as exigências contratuais. Além deles, porém, os lotes oito e três também estão parados. (G1)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente essa notícia!

DIVULGUE SUA EMPRESA NO CANAL DE NOTÍCIAS MAIS ATUALIZADO DA REGIÃO

Divulgue sua empresa no canal de notícias mais atualizado da região.

Como diz o ditado: “Quem não é visto, não é lembrado”. No Portal de Camaquã, sua empresa será vista por milhares de leitores todo o dia. E o melhor de tudo, é que você o investimento cabe direitinho no seu bolso.

Envie agora mesmo um e-mail para camaquaonline@gmail.com.