domingo, 15 de outubro de 2017

RIO GRANDE - TRF4 PROÍBE MARINHA DE DESCLASSIFICAR CANDIDATA TATUADA NA REGIÃO DOS TORNOZELOS

A 4ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) determinou que o Comando do 5º Distrito Naval, da Marinha, em Rio Grande, no litoral Sul, revogue a desclassificação de uma candidata excluída de um processo seletivo em função de ser tatuada.

Formada em Direito, ela se habilitou na prova objetiva, mas “rodou” na Inspeção de Saúde. A Marinha alegou que, embora pequenas, as tatuagens, na região dos tornozelos, podem ficar aparentes, mesmo com o uso de uniforme.

A candidata entrou, então, com um mandado de segurança na 2ª Vara Federal de Rio Grande. Ela argumentou que os desenhos não ferem valores constitucionais e que o ato de eliminação se mostra injusto e discriminatório. Julgada procedente, a ação subiu para o reexame do TRF4, que manteve o mesmo entendimento.

O relator do processo, desembargador federal Cândido Alfredo Silva Leal Junior, se baseou em uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), segundo a qual os editais de concurso público não podem estabelecer restrição a pessoas com tatuagem, exceto se as imagens violarem valores da Constituição.

Leal Júnior também considerou que o caso envolve “desenhos de proporção pequena e delicada” e “imperceptíveis com o uso do uniforme”. (Rádio Guaíba)


0 comentários:

Postar um comentário

Comente essa notícia!

DIVULGUE SUA EMPRESA NO CANAL DE NOTÍCIAS MAIS ATUALIZADO DA REGIÃO

Divulgue sua empresa no canal de notícias mais atualizado da região.

Como diz o ditado: “Quem não é visto, não é lembrado”. No Portal de Camaquã, sua empresa será vista por milhares de leitores todo o dia. E o melhor de tudo, é que você o investimento cabe direitinho no seu bolso.

Envie agora mesmo um e-mail para camaquaonline@gmail.com.