PELOTAS - MURO AMPLIA SEGURANÇA EM UNIDADE DA FASE E ARREDORES

O governo do Estado entregou, na terça-feira, dia 10 de outubro de 2017, o muro que circunda o Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) em Pelotas. 

A construção envolveu R$ 280 mil em recursos provenientes de Termo de Ajustamento de Conduta obtido com a Promotoria Pública de Rio Grande, em parceria com a prefeitura daquele município. 

A entrega à comunidade pelotense foi feita pela Secretária de Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos, Maria Helena Sartori.

A antiga cerca de arame do local - que possibilitava o ingresso de pessoas e objetos estranhos à unidade - deu lugar a uma estrutura de concreto de quatro metros de altura e 205 metros de extensão. A obra, que era aguardada desde a inauguração da unidade há 19 anos, proporciona maior segurança no local e à população que reside no entorno.

A secretária destacou a importância da obra, atendendo antiga demanda da comunidade, e a parceria do Poder Judiciário, Ministério Público e municípios de Rio Grande e Pelotas. "O Poder Público não consegue resolver tudo sozinho", disse, referindo-se à importância de unir esforços para resolver desafios.

Maria Helena ressaltou que o governo trabalha sob a perspectiva da prevenção da violência juvenil nas escolas por meio das Comissões Internas de Prevenção de Acidentes e Violência Escolar (Cipaves) e na qualidade dos jovens que saem da Fase e retornam para a sociedade. 

Para tanto, lembrou que a Secretaria de Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos está ampliando o Programa de Oportunidades e Direitos (POD) Socioeducativo de 180 vagas este ano para 1.100 a partir de 2018. 

Ele é destinado ao acompanhamento, pelo período de um ano, dos adolescentes egressos da Fase, garantindo sua permanência na escola e fornecendo uma bolsa-auxílio para os participantes.

O presidente da Fase, Robson Luis Zinn, destacou que mesmo com a crise financeira o Estado continua investindo para fortalecer a rede de atendimento nos municípios. Referiu ainda a construção de nove novas escolas no sistema Fase, entre as quais está a unidade de Pelotas. Ainda lembrou da criação de 30 novas vagas e a inauguração de um prédio anexo na unidade de Novo Hamburgo, no valor de R$ 1,5 milhão.

Investimentos contínuos

Somente este ano, a unidade de Pelotas recebeu um aporte de R$ 500 mil do governo do Estado. Em janeiro, ocorreu a instalação e entrada em funcionamento do pórtico, banqueta e raquete eletrônica para a Revista Humanizada, que preserva visitantes dos constrangimentos da antiga revista.

No último mês, também houve a instalação e entrada em funcionamento do sistema de videomonitoramento interno e externo no local, o que aumenta ainda mais o nível de segurança na unidade e reduz os índices de ocorrências de conflitos entre os próprios jovens. Houve também investimento em capacitação dos servidores para qualificar os recursos humanos.

Até o final de outubro, o Case Pelotas receberá um total de dez radiocomunicadores para modernizar o processo de comunicação interno. Até o final de 2017, também receberá um veículo zero quilômetro com recursos do caixa único do Estado. (Texto: Marcelo Vaz/Fase, Edição: Gonçalo Valduga/Secom - Foto: Marcelo Vaz/Fase)


0 comentários:

Postar um comentário

Comente essa notícia!

Você é a favor ou contra a compra da Usinde Asfalto para Camaquã, por cerca de R$ 5 milhões?

Você é a favor ou contra o Horário de Verão?

Você é a favor do trânsito na Bento Gonçalves ser única mão, próximo à rótula do Rua 7 de Setembro?

Como você avalia o Governo Ivo, nos três primeiros meses?

Você aprova a alteração de trânsito realizada na Av. Bento Gonçalves esquina com Sete de Setembro?

Você concorda em liberar os CCs de bater ponto, como ocorreu na Câmara de Vereadores da Capital?

O trânsito de Camaquã melhorou com a atuação dos agentes de trânsito?

Vereadores de Camaquã aprovaram o projeto que cria o estacionamento rotativo. Você é: