CANGUÇU – REUNIÕES, NOS DIAS 4 E 8 DE SETEMBRO, VÃO ANALISAR A IMPORTÂNCIA DAS ESTRADAS RURAIS PARA O MUNICÍPIO

A Subcomissão das Estradas Rurais da Assembleia Legislativa está realizando reuniões de trabalho para estruturar informações técnicas inexistentes no estado sobre a importância das estradas rurais para municípios e para o conjunto do RS.

O município de Canguçu sediará duas atividades: na segunda-feira, dia 4 de setembro, às 14h, na Câmara de Vereadores, e na sexta-feira, dia 8, às 19h, no salão da Vanda Venske, na localidade de Erval.

O objetivo é tomar conhecimento da situação das vias a fim de elaborar um diagnóstico e propor encaminhamentos. A Subcomissão foi proposta pelo deputado estadual Zé Nunes (PT) e aprovada pela Comissão de Economia, Desenvolvimento Sustentável e Turismo da Assembleia Legislativa em maio deste ano. Terá prazo de 90 dias para debater, analisar e propor medidas referentes a esta problemática relevante para o desenvolvimento econômico e social dos municípios gaúchos. 

Ao longo deste período, serão realizadas reuniões técnicas, audiências públicas, escutas, diálogos com entidades, buscando a estruturação de propostas de uma agenda de futuro para ser tratada entre municípios, consórcios intermunicipais, regiões, governos estadual e federal e até mesmo parcerias internacionais, buscando a superação deste gargalo da atividade produtiva gaúcha.

“No atual momento de diminuição das funções públicas do Estado e de adesão do governo brasileiro à agenda de ajuste fiscal, as administrações municipais têm enfrentado severas restrições no orçamento público e grandes dificuldades para a manutenção e encascalhamento para dotar as estradas rurais, principalmente de regiões agrícolas, da infraestrutura necessária para o escoamento da produção, transporte de alunos, deslocamento de pacientes para unidades hospitalares e o trânsito das pessoas de maneira geral”, observa Zé Nunes.

Está contido no projeto de trabalho o sentido de que o RS possa desenvolver políticas públicas para cidades eminentemente agrícolas, que necessitam de um recorte diferenciado para localidades que têm, na atividade primária, especialmente a partir de agroindústrias familiares, cooperativas e até empreendimentos de economia solidária, a sua vocação econômica principal. (Assessoria Dep. Zé Nunes)


0 comentários:

Postar um comentário

Comente essa notícia!

Você é a favor do trânsito na Bento Gonçalves ser única mão, próximo à rótula do Rua 7 de Setembro?

Como você avalia o Governo Ivo, nos três primeiros meses?

Você aprova a alteração de trânsito realizada na Av. Bento Gonçalves esquina com Sete de Setembro?

Você concorda em liberar os CCs de bater ponto, como ocorreu na Câmara de Vereadores da Capital?

O trânsito de Camaquã melhorou com a atuação dos agentes de trânsito?

Vereadores de Camaquã aprovaram o projeto que cria o estacionamento rotativo. Você é: