quinta-feira, 28 de setembro de 2017

CAMAQUÃ - MUNICÍPIO DEVERÁ RECEBER PAVIMENTAÇÃO ASFÁLTICA NA AV. LOUREIRO E NA BENTO GONÇALVES

Ao assumirmos o Estado identificamos descontrole das finanças públicas que precisava ser corrigido e isso é o que estamos fazendo desde o primeiro dia de Governo, pois coragem para fazer as mudanças necessárias não nos falta.

A mensagem é do vice-governador José Paulo Cairoli e foi passada durante palestra em reunião-almoço em Camaquã, nesta quinta-feira, dia 28 de setembro de 2017, no Parque de Exposições da cidade, promovido pela Associação Comercial e Industrial de Camaquã (ACIC) e pelo Sindicato Rural de Camaquã (SRC), dentro da programação ExpoCamaquã 2017, evento que iniciou dia 26 de setembro e se estende até o dia 1º de outubro.

“Queremos um Estado melhor para todos, principalmente para os que mais precisam. Não estamos preocupados com a próxima eleição, mas sim com a próxima geração”, enfatizou o vice-governador. Para uma plateia de 120 pessoas entre elas lideranças políticas e empresariais, além de produtores rurais e representantes da sociedade, Cairoli disse que a modernização da máquina pública é essencial e inadiável.

Déficit estrutural

Cairoli disse ser inviável para uma empresa operar no vermelho e fez a analogia com a situação financeira gaúcha. “Nos últimos 46 anos, em apenas sete gastamos menos do que arrecadamos. Nos outros 39 anos, gastamos mais”, contabiliza acrescentando que o saldo não poderia ser outro: “déficit estrutural”.

O vice-governador destacou os projetos de modernização que estão em curso e que tem como finalidade preparar o Rio Grande do Sul para mais um ciclo de desenvolvimento. Se dirigindo ao deputado estadual Edson Brum, que estava na plateia, enalteceu o papel dos parlamentares gaúchos que entenderam a necessidade das mudanças.

Ele também lembrou da crise nacional, que está sendo bem aproveitada pelo Governo estadual e de ações como a desburocratização que resultou em um novo modelo de gestão ambiental, que está reduzindo o estoque de processos e do prazo de licenciamento, de 2,4 anos, para três meses; a Junta Digital que reduziu de 11 para três dias o prazo para abertura de uma empresa, e a modernização da inspeção animal, entre outros.

Por fim, lembrou do InvestRS e do Fundopem, que estão viabilizando novos investimentos como a nova planta da GM, R$ 1,4 bilhão e geração de mais de 1,6 mil empregos, e de outros projetos que estão em fase de discussão na Sala do Investidor e devem ser divulgados e implantados em breve.

Após a palestra, Éverton Izidoro Pogozelski, o "Clarão", reuniu as lideranças locais e entregou demandas do município e região para o vice-governador Cairoli, entre elas a pavimentação das avenidas Bento Gonçalves e Loureiro da Silva, interligando o acesso sul da ERS-350 com o acesso norte e a BR-116. (Paulo Ricardo Fontoura / Ascom GVG / Fotos: Paulo Ricardo Fontoura)

 

0 comentários:

Postar um comentário

Comente essa notícia!

Você é a favor ou contra a compra da Usinde Asfalto para Camaquã, por cerca de R$ 5 milhões?

Você é a favor ou contra o Horário de Verão?

Você é a favor do trânsito na Bento Gonçalves ser única mão, próximo à rótula do Rua 7 de Setembro?

Como você avalia o Governo Ivo, nos três primeiros meses?

Você aprova a alteração de trânsito realizada na Av. Bento Gonçalves esquina com Sete de Setembro?

Você concorda em liberar os CCs de bater ponto, como ocorreu na Câmara de Vereadores da Capital?

O trânsito de Camaquã melhorou com a atuação dos agentes de trânsito?

Vereadores de Camaquã aprovaram o projeto que cria o estacionamento rotativo. Você é: