PORTO ALEGRE - IRGA PROMOVE ENCONTRO SOBRE PRODUÇÃO DE SOJA EM TERRAS BAIXAS NA REGIÃO SUL, DIAS 10 E 11 DE JULHO

O Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga), em parceria com a Fundação Irga e o Comitê Estratégico Soja Brasil (Cesb), vai promover o 3º Encontro de Produção de Soja em Terras Baixas do Sul do Brasil, nos dias 10 e 11 de julho. O encontro acontece no Centro de Eventos do Plaza São Rafael (Avenida Alberto Bins, 514), no Centro Histórico de Porto Alegre.

As atividades realizadas pelo Projeto Soja 6.000 serão apresentadas pelo gerente da Divisão de Pesquisa do Irga, Rodrigo Schoenfeld. O projeto já está no seu segundo ano e tem como meta alcançar um patamar de seis mil quilos por hectare de grãos, reunindo estratégias de manejo associadas ao conhecimento e incentivando a rotação de culturas.

No Rio Grande do Sul, foram contabilizadas 62 áreas de lavoura de soja em área de arroz - um número superior ao esperado para a safra 2016/2017. Dessas, 15 destacaram-se com uma média de produtividade de 79,5 sacas por hectare.

Em 2017, os três destaques são: Eckert Agronegócios, de Tapes, e os produtores Jorge Schmidt, de Santa Vitória do Palmar, e Elcio Moro, de Dom Pedrito. Juntos, eles obtiveram uma média de produtividade de 94,5 sacas/ha.

“Para nós, foi muito mais do que números, foi um ano produtivo. Foram realizados vários roteiros técnicos e dias de campo que ajudaram a disseminar o projeto e ajudaram os produtores”, destacou.

Schoenfeld, consultores do Irga, os professores da UFRGS Ibanor Anghinoni e Paulo Régis Ferreira da Silva, o professor da UFSM Enio Marchesan, e os pesquisadores da área de soja Pablo Badinelli e Darci Uhry foram conferir de perto as três lavouras que se destacaram na produção de soja nesta safra.

Cada um dos produtores vai receber um certificado do Cesb e um prêmio do Irga. Durante o evento, o professor Marchesan vai mostrar o que os produtores fizeram para ter bons resultados na hora da colheita.

Na programação do encontro, será destaque o painel 'Agricultura 365 dias por ano', ministrado pelo presidente da John Deere Brasil, Paulo Herrmann. Também haverá a apresentação do campeão nacional de produtividade do Cesb 2017, Alexandre Seitz. O produtor do Paraná recebeu destaque porque sua produção de soja alcançou 149,8 sacas/ha.

“A parceria entre o Irga e o Cesb demonstra que o Projeto Soja 6.000 alcançou outra escala. Agora, ele é nacional. Pretendemos crescer cada vez mais. A palestra de Alexandre Seitz será importante para os produtores terem a oportunidade de ouvir a experiência de alguém de outro estado”, explicou Schoenfeld.

Quanto à expectativa para o evento, Schoenfeld destaca que, este ano, o público será maior. A ideia é de que cada vez mais produtores se apropriem do Projeto Soja 6.000. “O Irga pretende contribuir para dar segurança ao produtor de soja em várzea, para que mais pessoas apliquem a rotação de cultura em suas lavouras de forma correta.

O evento será um sucesso, ainda mais pela qualificação dos palestrantes e os cases apresentados”, complementou. Interessados poderão conferir a transmissão ao vivo do evento pelo site do Irga (www.irga.rs.gov.br). Confira a programação:

Segunda-feira (10)


13h30 - Abertura - Presidente do Irga, Guinter Frantz

14h00 - Atividades realizadas pelo Soja 6.000 - Gerente de Pesquisa do Irga, Rodrigo Schoenfeld

14h30 - Premiação - Entrega de certificados do Comitê Estratégico Soja Brasil (Cesb)

15h00 - Coffee break

15h30 - Apresentação dos resultados do Soja 6.000 - Professor Enio Marchesan e Ibanor Anghinoni

16h30 - Agricultura 365 Dias por Ano - Presidente da John Deere Brasil, Paulo Hermann

Terça-feira (11)
9h00 - Campeão nacional de produtividade Cesb 2017 - Alexandre Seitz

10h00 - Coffee break

10h20 - Perspectivas do agronegócio brasileiro - Roberto Rodrigues

11h20 - Encerramento - Diretor técnico do Irga, Maurício Fischer (Texto: Julie Moresco da Silva/Ascom Irga - Edição: Sílvia Lago/Secom)

 

0 comentários:

Postar um comentário

Comente essa notícia!

Você é a favor ou contra a compra da Usinde Asfalto para Camaquã, por cerca de R$ 5 milhões?

Você é a favor ou contra o Horário de Verão?

Você é a favor do trânsito na Bento Gonçalves ser única mão, próximo à rótula do Rua 7 de Setembro?

Como você avalia o Governo Ivo, nos três primeiros meses?

Você aprova a alteração de trânsito realizada na Av. Bento Gonçalves esquina com Sete de Setembro?

Você concorda em liberar os CCs de bater ponto, como ocorreu na Câmara de Vereadores da Capital?

O trânsito de Camaquã melhorou com a atuação dos agentes de trânsito?

Vereadores de Camaquã aprovaram o projeto que cria o estacionamento rotativo. Você é: