sábado, 24 de junho de 2017

PELOTAS E RIO GRANDE - POLÍCIA FEDERAL DEFLAGRA OPERAÇÃO PROTEÍNA, CONTRA COMÉRCIO IRREGULAR DE ANABOLIZANTES E OUTRAS DROGAS

A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã da sexta-feira, dia 23 de junho de 2017, a Operação Proteína para desarticular três grandes organizações criminosas investigadas por comercializar irregularmente anabolizantes e outras drogas, como medicamentos anorexígenos.

Mais de 320 policiais federais cumprem 30 mandados de prisão e 75 de busca e apreensão no Rio Grande do Sul e em outros cinco estados. Pelotas e Rio Grande são duas cidades alvo da operação em solo gaúcho.

A Operação Proteína teve início em julho do ano passado com base em informações que apontavam o comércio ilegal de anabolizantes e outras substâncias ilícitas em academias e lojas de suplementos alimentares em Rio Grande.

A investigação deu origem a outra operação, a Black Dragon, deflagrada em dezembro. O trabalho da polícia evidenciou que uma parcela do material irregular consumido na cidade era fornecida por três organizações criminosas estabelecidas na cidade de São Paulo que faziam a importação de produtos fabricados em países como Paraguai, Argentina e Índia - todos sem o devido registro da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Há indícios ainda de falsificação e comercialização de medicamentos adulterados - como hormônios de crescimento - e de aquisição de anabolizantes no mercado interno, de forma fraudulenta, desviados para revenda clandestina.

Nove mandados foram cumpridos em Pelotas e vários estabelecimentos foram vistoriados pelos policiais. Uma das ações aconteceu em uma farmácia na rua 15 de Novembro, entre Voluntários da Pátria e Doutor Cassiano. Em Rio Grande, foram três cumprimentos.

A movimentação financeira mensal das organizações criminosas é estimada em R$ 2 milhões. A Polícia Federal destacou o alto grau de estruturação dos grupos, que contam, inclusive, com a participação de servidores de órgãos de segurança pública. Policiais federais, civis e militares são investigados na Operação Proteína. (Com informações da Polícia Federal - Foto: Polícia Federal - Ígor Islabão)


 

0 comentários:

Postar um comentário

Comente essa notícia!

DIVULGUE SUA EMPRESA NO CANAL DE NOTÍCIAS MAIS ATUALIZADO DA REGIÃO

Divulgue sua empresa no canal de notícias mais atualizado da região.

Como diz o ditado: “Quem não é visto, não é lembrado”. No Portal de Camaquã, sua empresa será vista por milhares de leitores todo o dia. E o melhor de tudo, é que você o investimento cabe direitinho no seu bolso.

Envie agora mesmo um e-mail para camaquaonline@gmail.com.