domingo, 18 de junho de 2017

MUNDO – POLÍCIA FORTEMENTE ARMADA INVADE REUNIÃO CRISTÃ E PRENDE TESTEMUNHA DE JEOVÁ DINAMARQUESA NA RÚSSIA

Publicado no jw.org, em 19 de junho de 2017 — Na noite de 25 de maio de 2017, policiais invadiram uma reunião religiosa pacífica e prenderam cidadãos russos e um cidadão dinamarquês. Esse ataque aconteceu após o Supremo Tribunal da Federação Russa decidir proibir as atividades das Testemunhas de Jeová em 20 de abril de 2017.

Pelos menos 15 oficiais fortemente armados da polícia e do Serviço Federal de Segurança (FSB) invadiram uma reunião religiosa pacífica das Testemunhas de Jeová na cidade de Oriol (também conhecida como Orel), mostrada na foto abaixo. A polícia tirou cópias dos documentos de identificação de todos os que estavam presentes e confiscou seus aparelhos eletrônicos. O FSB também prendeu Dennis Christensen, que é Testemunha de Jeová e cidadão dinamarquês. Logo depois, os oficiais fizeram buscas em quatro casas de Testemunhas de Jeová localizadas na cidade.

Dennis Christensen passou a noite toda sob custódia do FSB. Hoje, o Tribunal do Distrito Soviético de Oriol aceitou o pedido do FSB e ordenou que Dennis seja mantido em prisão preventiva até que o FSB termine as investigações. Dennis é o primeiro estrangeiro a ser incluído nessas ações oficiais contra as Testemunhas de Jeová na Rússia desde a decisão do Supremo Tribunal da Rússia. Se for condenado, Dennis corre o risco de ficar preso por um longo período.

Esse ataque é o mais recente de mais de 40 incidentes de agressões contra as Testemunhas de Jeová praticadas por autoridades e outros. As Testemunhas de Jeová vem sofrendo essas agressões desde que o Supremo Tribunal da Rússia as classificou como extremistas e fechou o Centro Administrativo e 395 entidades jurídicas usadas por elas em todo o país.

Algumas horas após a decisão do Supremo Tribunal em 20 de abril, o maior local de adoração usado pelas Testemunhas de Jeová na Rússia foi alvo de vandalismo. Até as pessoas que estavam reunidas ali foram ameaçadas. Esses grupos que praticam atos de vandalismo também atacaram outros locais de adoração e até casas de Testemunhas de Jeová nas regiões de Kaliningrado, Moscou, Penza, Rostov, São Petersburgo, Yekaterinburgo, Voronej, e Krasnoyarsk. Em 24 de maio de 2017, em Zheshart na Rebública de Komi, uma casa onde eram realizadas reuniões das Testemunhas de Jeová foi alvo de um incêndio criminoso e ficou bastante danificada. Além dos ataques da polícia e dos atos de vandalismo, as Testemunhas de Jeová têm sido atacadas individualmente. Algumas têm sofrido ameaças no trabalho e na escola, e outras perderam seus empregos.

David A. Semonian, porta-voz da sede mundial das Testemunhas de Jeová, disse: “As Testemuhas de Jeová em todo o mundo estão ainda mais preocupadas com seus irmãos na Rússia. Não há dúvidas de que esses tristes acontecimentos são consequências da decisão injusta do Supremo Tribunal da Rússia contra nós. Em 19 de maio de 2017, nós apelamos formalmente dessa decisão. A Rússia vai ter outra oportunidade para por um fim a essas ações injustificadas contra as Testemunhas de Jeová. Nós também estamos enviando uma queixa contra a prisão injusta de nosso irmão Dennis Christensen.”



0 comentários:

Postar um comentário

Comente essa notícia!

Você é a favor ou contra a compra da Usinde Asfalto para Camaquã, por cerca de R$ 5 milhões?

Você é a favor ou contra o Horário de Verão?

Você é a favor do trânsito na Bento Gonçalves ser única mão, próximo à rótula do Rua 7 de Setembro?

Como você avalia o Governo Ivo, nos três primeiros meses?

Você aprova a alteração de trânsito realizada na Av. Bento Gonçalves esquina com Sete de Setembro?

Você concorda em liberar os CCs de bater ponto, como ocorreu na Câmara de Vereadores da Capital?

O trânsito de Camaquã melhorou com a atuação dos agentes de trânsito?

Vereadores de Camaquã aprovaram o projeto que cria o estacionamento rotativo. Você é: