CAMAQUÃ - COMPOSTAGEM DOMÉSTICA ABRACE ESTA IDEIA

A separação dos resíduos sólidos domésticos é uma das principais campanhas planejadas e executadas pelo Departamento de Educação ambiental da Secretaria Municipal do Meio Ambiente. 

Este hábito de separar os resíduos deve fazer parte da rotina de todo cidadão, pois hoje apenas cerca de 2% dos resíduos gerados em nossas residências são chamados de inservíveis ou não reaproveitáveis.

O então conhecido lixo seco passa por um galpão de triagem na área de transbordo do nosso município e após a sua classificação é vendido para empresas recicladores. Os lucros desta venda são destinados a COOTRICA (Cooperativa de triagem de Camaquã).

Mas o que fazer com o lixo orgânico? Hoje a grande maioria dos domicílios de nossa cidade destinam o seu resíduo para a coleta comum, sendo que boa parte dos resíduos orgânicos, o chamado “lixo molhado” pode ser utilizado para geração de adubo, que ajudariam na produção de hortaliças ou até mesmo em jardins, em um processo chamado de compostagem.

Para isso necessita-se apenas a utilização de um local onde possa ser depositado os resíduos como casca de frutas e restos de hortaliças que não serão reaproveitados (não colocando alimento cozido), depositando terra sobre o composto. A decomposição constante destes resíduos promove a formação substrato rico em compostos que recompõe os nutrientes do solo.

A Secretaria Municipal do Meio Ambiente apoia esta ideia, para que cada munícipe possa reutilizar seus resíduos orgânicos, inclusive as podas de árvores dos pátios, pois os resíduos gerados a partir desta prática devem ser destinados para o local correto sobre responsabilidade da população.

Na falta de espaço nos pátios para o deposito destes resíduos, existe um local licenciado na área de transbordo para o destino correto deste material, onde também é realizado a compostagem, utilizando este substrato no plantio de mudas de árvores nas praças e logradouros do município.

Ainda em fase de projeto pela SMMA, pensa-se na possibilidade de futuramente licenciar área para recebimento de matéria orgânica das residências, para a geração de adubo através da compostagem, como já realizado em outras localidades de nosso estado.

Por isso mais do que hábito a ser adquirido pelos cidadãos, a separação dos resíduos é um ato de cidadania, pois devemos cada vez mais nos comprometer com a sustentabilidade das nossas cidades.  (Ascom Prefeitura)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente essa notícia!

Você é a favor ou contra a compra da Usinde Asfalto para Camaquã, por cerca de R$ 5 milhões?

Você é a favor ou contra o Horário de Verão?

Você é a favor do trânsito na Bento Gonçalves ser única mão, próximo à rótula do Rua 7 de Setembro?

Como você avalia o Governo Ivo, nos três primeiros meses?

Você aprova a alteração de trânsito realizada na Av. Bento Gonçalves esquina com Sete de Setembro?

Você concorda em liberar os CCs de bater ponto, como ocorreu na Câmara de Vereadores da Capital?

O trânsito de Camaquã melhorou com a atuação dos agentes de trânsito?

Vereadores de Camaquã aprovaram o projeto que cria o estacionamento rotativo. Você é: