quinta-feira, 18 de maio de 2017

GUAÍBA - ARMINDO TREVISAN, PATRONO DA FEIRA DO LIVRO DE GUAÍBA 2017, REVELA LEMBRANÇAS DO MUNICÍPIO

O patrono da Feira do Livro de Guaíba em 2017 já conta os dias para o início da edição deste ano. Para Armindo Trevisan, será a oportunidade não apenas de estar próximo dos leitores guaibenses como também de recordar vivências no município.

“Já fui patrono de várias Feiras do Livro, mas ser Patrono da Feira de Guaíba me agradou particularmente, não só porque Guaíba tem o nome de um Rio que me traz muitas saudades dos tempos em que nós, interioranos, tomávamos a barca para chegar a Porto Alegre, mas porque alguns ex-patronos me transmitiram impressões altamente positivas de Guaíba, como Walter Galvani e Altair Martins, meus colegas de ofício”, comentou.

Em Guaíba, o poeta e ensaísta relançará uma coletânea de 15 ensaios sobre Estética e História da Arte, além de oito ensaios sobre Literatura:

“O mais antigo ensaio dá título ao livro: A Dança do Sozinho. Foi publicado como livro em 1982 pela Editora Perspectiva de São Paulo. A maioria dos outros ensaios são inéditos. Alguns ensaios, como os sobre Miguel Ângelo, Van Gogh e Paul Cézanne foram escritos nos dois últimos anos. Penso que são os melhores”, destacou.

Questionado sobre como encara a atual situação da poesia e das artes visuais na época pós-Internet, Trevisan opinou:

“Deixemos passar a fervura da água. Existe um provérbio alemão que diz: ‘Em toda a parte se cozinha com água’. Os homens sempre pensam que estão inovando, criando novas coisas, e isto é verdade até certo ponto. Mas há coisas que são sempre modernas. Pensemos em Dante e Shakespeare: ninguém consegue criar algo semelhante ao que eles criaram! Existe algum poeta em nossa época que se compara a Dante? É preciso ter paciência e humildade. A informática modificou o mundo, como no passado a invenção da imprensa. É lógico que surgiram novas necessidades psíquicas, novos interesses. Em nossa época também há coisas geniais, tanto na literatura como nas Artes. Eu acho que Erico Verissimo, José Lins do Rego e Graciliano Ramos estão à altura dos melhores romancistas do passado, como Cervantes, Flaubert e Albert Camus. Poetas como Manuel Bandeira, Drummond e Ferreira Gullar podem ser comparados aos grandes do passado”.

Com relação a uma “crise da leitura”, Trevisan sorriu e falou:

“Não há dúvida: existem menos leitores hoje! Por uma razão: temos mais coisas em que nos interessar: jornais, revistas, cinema, vídeos, passeios, restaurantes, shows, etc. Viajamos mais que nos tempos passados. A comunicação via Internet ficou tão estonteante que as pessoas supõem saber tudo simplesmente porque estão ‘informadas’ de tudo... O que nos faz grande falta é assimilação, reflexão, profundidade de sentimentos! Depois de jogar fora nossas jóias em favor de muita bijuteria, precisamos recolher algumas das jóias verdadeiras atiradas pela janela. Entre essas jóias, a leitura, que é onde treinamos nossa capacidade para pensar, e sobretudo ter liberdade de pensamento. São poucas as pessoas que chegam a essa liberdade”, finalizou.

Feira do Livro de Guaíba

A 28ª Feira do Livro de Guaíba acontece de 26 de maio a 4 de junho na praça Gastão Leão, no Centro. O espetáculo principal, A Sbornia Kontratacka, traz Hique Gomez e Simone Rasllan. Além disso, entre as novidades, haverá o Sarau Temático, que acontecerá todas as noites com bate-papo e intervenções artísticas. Ao todo, serão 18 livreiros e com destaque para o Espaço Infantil. (Ascom Prefeitura)

 

0 comentários:

Postar um comentário

Comente essa notícia!

Você é a favor ou contra a compra da Usinde Asfalto para Camaquã, por cerca de R$ 5 milhões?

Você é a favor ou contra o Horário de Verão?

Você é a favor do trânsito na Bento Gonçalves ser única mão, próximo à rótula do Rua 7 de Setembro?

Como você avalia o Governo Ivo, nos três primeiros meses?

Você aprova a alteração de trânsito realizada na Av. Bento Gonçalves esquina com Sete de Setembro?

Você concorda em liberar os CCs de bater ponto, como ocorreu na Câmara de Vereadores da Capital?

O trânsito de Camaquã melhorou com a atuação dos agentes de trânsito?

Vereadores de Camaquã aprovaram o projeto que cria o estacionamento rotativo. Você é: