CAMAQUÃ - PRESOS TRABALHAM NO HOSPITAL NOSSA SENHORA APARECIDA E FAZEM ATIVIDADES DE JARDINAGEM, LAVANDERIA E COZINHA GERAL

Uma parceria entre a Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) e o hospital Nossa Senhora Aparecida viabiliza trabalho prisional para três detentos do Presídio Estadual de Camaquã. Os presos, que estão em regime semiaberto, trabalham na jardinagem, lavanderia e cozinha geral do hospital.

Para realizarem as funções, cada um recebe 100% do salário mínimo nacional (R$ 937) e possuem o direito à remição (a cada três dias de trabalho, diminui um da pena). A carga horária é de 44 horas semanais, sendo oito horas diárias.

Natural de Chuvisca, interior do RS, o preso J. L., há oito meses na função de auxiliar de cozinha, conta que aprendeu o ofício por meio de um curso do Senac que fez no presídio. O curso de cozinheiro teve três meses de duração e ofereceu certificação. “Pretendo continuar na função. Essa é uma oportunidade que venho desde início tentando e então deu certo. Para mim foi muito bom”, explicou.

O convênio funciona há cerca de 10 anos e já efetivou oito pessoas, que iniciaram o trabalho enquanto ainda estavam em regime semiaberto, e hoje encontram-se em liberdade. Antonio Omar Garcia, superintendente do hospital e também presidente do Conselho da Comunidade de Camaquã, acrescenta que após concluir a pena, o preso que trabalha pelo convênio tem a oportunidade de continuar como efetivado, recebendo todos seus direitos.

Para o diretor do presídio, Luiz Alberto Tavares, “o retorno que temos deste convênio é muito positivo, pois não há reincidência e, ao mesmo tempo, cria e estimula um vínculo empregatício entre o detento e a instituição”. (Por: Correio do Povo)

 

0 comentários:

Postar um comentário

Comente essa notícia!

Você é a favor do trânsito na Bento Gonçalves ser única mão, próximo à rótula do Rua 7 de Setembro?

Como você avalia o Governo Ivo, nos três primeiros meses?

Você aprova a alteração de trânsito realizada na Av. Bento Gonçalves esquina com Sete de Setembro?

Você concorda em liberar os CCs de bater ponto, como ocorreu na Câmara de Vereadores da Capital?

O trânsito de Camaquã melhorou com a atuação dos agentes de trânsito?

Vereadores de Camaquã aprovaram o projeto que cria o estacionamento rotativo. Você é: