terça-feira, 16 de maio de 2017

CAMAQUÃ - DETENTOS CULTIVAM HORTA COMUNITÁRIA, CUJOS PRODUTOS COLHIDOS SÃO DOADOS A CRECHES, ASILOS E HOSPITAIS

Como opção de tratamento penal, diversas casas prisionais do Rio Grande do Sul têm apostado na criação e manutenção de hortas comunitárias. Elas variam de tamanho, conforme a disponibilidade de espaço, mas todas são mantidas por apenados ou apenadas recolhidos nas unidades prisionais e contam com a parceria da comunidade.

O espaço de produção de alimentos também é uma oportunidade de reaproveitar as áreas ociosas dos estabelecimentos, criando oportunidades de tratamento penal, reinserção social e futura recolocação profissional.

Integrantes do Presídio Estadual de Camaquã cultivam diversas verduras e legumes em uma área de aproximadamente 500 metros quadrados. Mandioca, milho verde, abóbora, couve-flor e até melancia são algumas das sementes plantadas e colhidas na horta da unidade prisional.

Também existe uma pequena área separada com plantação de ervas como camomila e boldo. Os insumos (calcário, uréia, adubos e sementes) da produção são doações de parceiros do município. Os produtos colhidos são doados a creches, asilos e hospitais. (Por: Governo do Estado - Foto: Divulgação/Susepe)

 

0 comentários:

Postar um comentário

Comente essa notícia!

DIVULGUE SUA EMPRESA NO CANAL DE NOTÍCIAS MAIS ATUALIZADO DA REGIÃO

Divulgue sua empresa no canal de notícias mais atualizado da região.

Como diz o ditado: “Quem não é visto, não é lembrado”. No Portal de Camaquã, sua empresa será vista por milhares de leitores todo o dia. E o melhor de tudo, é que você o investimento cabe direitinho no seu bolso.

Envie agora mesmo um e-mail para camaquaonline@gmail.com.