SÃO LOURENÇO DO SUL – REUNIÃO DO COMITÊ CONSULTIVO DE GERENCIAMENTO DA CRISE

Na segunda-feira, dia 17 de abril de 2017, o Comitê Consultivo de Gerenciamento da Crise realizou mais uma reunião, continuando com o intuito de ajudar a auxiliar a Santa Casa de São Lourenço do Sul. Estiveram reunidos o prefeito Rudinei Härter, Secretária de Saúde Arita Bergmann, provedor da Santa Casa José Ney e o consultor Edemar Costa.

A primeira pauta do encontro foi sobre a oficialização do novo administrador, que é Edemar Costa. A direção da Santa Casa optou pela permanência de Edemar, que já estava auxiliando a instituição como consultor, e visto que as outras indicações de administrador não foram possíveis de imediato por motivo de deslocamento.

Foi apresentado também na ocasião o plano de contingenciamento que a Santa Casa irá fazer para superar o déficit. Dentre as alternativas do plano, constam: reduzir 51% os gastos dos honorários médicos (no momento ainda falta 31%). Podendo ser feito em três formas: aumento de produtividade médica, redução de honorários ou diminuição de profissionais em determinadas áreas. Terá desfecho positivo se houver a concordância da representação sindical, em reunião que será realizada no dia 18, às 10h30min.  

A renegociação de fornecedores, de materiais, medicamentos e redução de custos de consumo também foram citados como formas para ajudar na redução de gastos. E para completar o plano, será feito também o gerenciamento de áreas pelos profissionais encarregados, que terão a responsabilidade pelo resultado direto, dentro de um plano maior de reorganização administrativa e reestruturação financeira da Santa Casa.

 O mutirão de mamografias realizado na Santa Casa também foi comentado na reunião. A ação gerou um impacto otimista, e refletiu positivamente para as mulheres que puderam ser atendidas, e também para os profissionais que fizeram parte da equipe no dia e puderam acompanhar os resultados deste gesto.

Para seguir com as ações para atender as demandas reprimidas, foi debatido sobre a perspectiva das cirurgias eletivas, a qual ficou acertada que o município irá apresentar a lista de demandas cirúrgicas para que a Santa Casa possa organizar um cronograma de execução dos procedimentos cirúrgicos, objetivando recuperar o período em que os profissionais estiveram paralisados, bem como cumprir a agenda futura.

E considerando o período em que a maternidade não esteve funcionando, e o município teve que referenciar 32 gestantes para fora, foi discutida a possibilidade de o município colocar-se a disposição de Piratini, que a um bom tempo não consegue atender na sua maternidade nos finais de semana. Ficando então concordado que a Santa Casa local está disposta a atender os pacientes da região de referência de Piratini em situações de parto de risco habitual nos finais de semana. (Ascom Prefeitura)

 

0 comentários:

Postar um comentário

Comente essa notícia!

Você é a favor ou contra o Horário de Verão?

Você é a favor do trânsito na Bento Gonçalves ser única mão, próximo à rótula do Rua 7 de Setembro?

Como você avalia o Governo Ivo, nos três primeiros meses?

Você aprova a alteração de trânsito realizada na Av. Bento Gonçalves esquina com Sete de Setembro?

Você concorda em liberar os CCs de bater ponto, como ocorreu na Câmara de Vereadores da Capital?

O trânsito de Camaquã melhorou com a atuação dos agentes de trânsito?

Vereadores de Camaquã aprovaram o projeto que cria o estacionamento rotativo. Você é: