CAMAQUÃ - NOITE DE EMOÇÃO CANTA BARBOSA LESSA

Na noite de quinta-feira, dia 6 de abril, o Teatro do Sesc foi palco na de um espetáculo musical diferenciado quando artistas de diferentes áreas culturais prestaram um tributo ao idealizador do Tradicionalismo e camaquense adotivo, Luiz Carlos Barbosa Lessa (Piratini - 1929 / Camaquã - 2002).

O show “Camaquã canta Barbosa Lessa - 15 anos de Saudade” foi uma realização do Sistema Fecomércio Sesc Unidade Camaquã, com produção da Criarte Marketing & Evento, com o apoio da Prefeitura Municipal através da Secretaria da Cultura, Turismo, Desporto, Lazer e Juventude, e de empresas locais. O evento encerrou a XXI Semana da Poesia, comemorativa aos 28 anos da Capocam, entidade da qual o escritor é o Patrono Eterno.

Neste projeto a Criarte, através do produtor cultural Catullo Fernandes, busca preservar a memória de Lessa, apresentando 18 composições do escritor, compositor e folclorista, bem ao estilo dos antigos programas de auditório.

O espetáculo contou com a apresentação da cantora Luana Fernandes, no papel de Inezita Barroso, quando jovem, ao gravar em São Paulo um dos primeiros discos de música gaúchesca – o LP Danças Gaúchas (1955), composições resgatadas e/ou compostas por Barbosa Lessa e Paixão Cortês.

O time de intérpretes tem ainda as participações de Lucas Bridi, Capitão Faustinho, Maiquel Filho e Manoella da Maia Souza, o casal de dançarinos Jeankel Lima e Gleiciane Schmitz, acompanhados de uma banda, que reviveu o extinto Conjunto Minuano, criado por Lessa, quando aluno do Ginásio Gonzaga, em Pelotas. O grupo é formado pelo acordeonista Vinícius Machado Mombach, e o trio Cuerdas y Bombo: os irmãos Paulo André (percussão), Rafael (violão) e Rodrigo Cesar da Silva (baixo). Com as participações especiais do cantor mirim Murielzinho, e do cantor Manoel Camaquã e o violonista Aduiles Pacheco.

O espetáculo se completa com um vídeo mostrando a trajetória de Barbosa Lessa, o cenário traz o artesanato gaúcho da viúva Nilza Lessa e peças campeira da La Campana, enquanto o artista plástico Caiaque pintou ao vivo uma tela retratando o escritor, e que no final foi leiloada, com renda destinada a Associação Amigos da Água Grande - Fundação Barbosa Lessa. “Foi uma noite memorável, e pretendemos que este trabalho seja levado a outros municípios, afinal Barbosa Lessa é um patrimônio cultural gaúcho”, resumiu o produtor Catullo Fernandes. (Ascom Prefeitura - Foto: Ana Bede)

 

0 comentários:

Postar um comentário

Comente essa notícia!

Você é a favor ou contra a compra da Usinde Asfalto para Camaquã, por cerca de R$ 5 milhões?

Você é a favor ou contra o Horário de Verão?

Você é a favor do trânsito na Bento Gonçalves ser única mão, próximo à rótula do Rua 7 de Setembro?

Como você avalia o Governo Ivo, nos três primeiros meses?

Você aprova a alteração de trânsito realizada na Av. Bento Gonçalves esquina com Sete de Setembro?

Você concorda em liberar os CCs de bater ponto, como ocorreu na Câmara de Vereadores da Capital?

O trânsito de Camaquã melhorou com a atuação dos agentes de trânsito?

Vereadores de Camaquã aprovaram o projeto que cria o estacionamento rotativo. Você é: